Canal Içara


01 de novembro de 2014 - 11:34
máx: 27 min: 21
Rede Feminina de Combate ao Câncer
15/09/2010 às 10:01 | Tânia De Faveri Giusti (Jornal A Cidade) - acidaderincao@gmail.com
     
Fundada em 25 de junho de 1991, a Rede Feminina de Combate ao Câncer é uma entidade sem fins lucrativos que realiza um trabalho de extrema importância para mulheres de Içara e região. Duas técnicas em enfermagem, uma médica ginecologista e mais 47 membros voluntários realizam exames de preventivo e de mamografia. As voluntárias se revezam semanalmente para contribuir com o trabalho, oito horas mensais, nos chamados plantões. A sede está localizada nos fundos do Hospital São Donato e é mantida com a verba repassada mensalmente pela Prefeitura de Içara e doações esporádicas das empresas.

São atendidas 400 mulheres por mês, em uma média de 20 por período. O horário de atendimento é das 8 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, de segunda a quinta-feira e na sexta-feira somente na parte da manhã. Parceiros da Secretaria de Saúde, a Rede Feminina faz o trabalho de encaminhamento. “Nós recebemos as clientes, atendemos, realizamos os exames preventivos e, de acordo com o resultado, nossa médica as encaminha ao Centro de Atendimento da Saúde da Mulher de Içara - Casmi. Lá um especialista realizará exames mais aprofundados”, explica a voluntária, Andréa Cristina Soares.

A análise é feita em mulheres que estão em idade fértil e que tenham vida sexual ativa. As salas cor-de-rosa e o carinho das atendentes fazem com que as “clientes”, como são chamadas, se sintam a vontade e bem recebidas. “Elas chegam aqui, nós fizemos o cadastro com dados pessoais e endereço para poder usufruir dos serviços da rede”, explica a secretaria, Angela Maria Ramos, que agenda os exames. Ela ainda comenta que para as mulheres que tem mais de 40 anos é feito o cadastro da mamografia, agendado e encaminhado a Secretaria de Saúde. No prazo de no máximo 15 dias o resultado fica pronto.

A presidente da instituição, Inês Barichello, informa que além de repassar um valor para ajudar nas despesas, a administração também fornece material para ambulatório e três funcionárias. Na direção há um ano e três meses, realizou reforma geral de ampliação e modernização da casa. Um dos eventos beneficentes famosos na cidade é o chá cor-de-rosa, que é organizado pela rede. “O chá acontece sempre em agosto ou setembro e já se tornou um sucesso”, conta.

Para a enfermeira chefe do Casmi, Maristela Meinert, a rede realiza um trabalho extremamente importante, por tratar exclusivamente da saúde da mulher. “Os mesmos exames que são feitos na rede, podem ser realizados em postos de saúde do município, porém, as enfermeiras não conseguem atender toda a demanda de pacientes, e a rede trabalha excepcionalmente voltada a eles”, conta. Ela lembra que através do exame preventivo, se alguma lesão for diagnosticada com antecedência, pode ser tratada e não trará problemas mais sérios as mulheres. “Nós realizamos campanhas de incentivo e prevenção por sabermos da importância e valor que tem a mulher içarense”, finaliza.


Na edição 35 do Jornal A Cidade você também confere:

Jornal A Cidade

» TRÂNSITO: Moradores solicitam lombada eletrônica na rodovia Lino Zanolli

» GERAL: Ministro da Pesca e Aqüicultura, Altemir Gregolin, estará no Balneário Rincão


+ Cotidiano