A transformação do acesso ao bairro Nossa Senhora de Fátima, impulsionada pela proximidade de inauguração do Combo Atacadista, acontecerá também no entorno do empreendimento. A sinalização faz parte desse processo. A instalação das placas já chamou atenção de quem usa a Rua Januário Borges, mas também por causa da colocação no meio da passagem destinada a pedestres.

“Como um cadeirante ou uma pessoa com algum tipo de deficiência vai se locomover?”, questiona Andresa Gomes, que trabalha no bairro, observou o problema e reportou ao portal Canal Içara. Conforme o diretor de Trânsito do Município, Washington Valmor Pereira, além do local de instalação, as dimensões também foram analisadas e estão fora de padrão. “Vamos pedir para substituir”, indica.


Aplicativos de interação e mensagens são redes sociais mais utilizadas
06/07/2020 às 09:37 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Diante das orientações de restrições sociais, o uso da tecnologia para a comunicação cresceu. Já era um comportamento esperado. A dúvida, contudo, pairava sobre quais os aplicativos mais utilizados para a comunicação e interação social.

Sobre isso, 228 leitores do Canal Içara participaram de uma enquete entre 2 de junho e 6 de julho. Dentre eles, 61% optaram por mensageiros instantâneos como o WhatsApp e o Telegram.

O WhatsApp até criou uma página especial com orientações aos usuários. Entre as dicas, a rede social apontou a importância de manter o contato com as pessoas mais importantes de cada usuário, além da escolha de fontes confiáveis e a interrupção da disseminação de informações falsas.

Mas nem todos os internautas consideram o WhatsApp a principal ferramenta. Para 27% a principal rede social é atualmente o Instagram, 5% indicam o Facebook e 3% o Twitter. Além disso, 4% afirmaram usar outras opções que não foram listadas pelo portal.


Enquete: O que mais fez falta na quarentena?
02/06/2020 às 08:50 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
O contato social é o que mais fez falta no período de quarentena coletiva no enfrentamento da covid-19. Ao todo, 41% dos leitores do Canal Içara indicaram a dificuldade de lidar com o isolamento. Outros 28% apontaram a falta do lazer e dos esportes. Para 21%, a saudade é principalmente da família e para 11% são outras opções. Ao todo, 149 internautas responderam a enquete de forma espontânea entre os dias 11 de maio e 2 de junho.

Para quem curte o lazer, hospedagens estão liberadas com 50% da capacidade em Santa Catarina. Mas alguns pontos turísticos encontram-se fechados para que não haja aglomeração. Já os eventos esportivos e culturais estão suspensos pelo menos até 5 de julho. No caso da saudade da família, por vez, o jeito é utilizar a tecnologia ou, nas visitas presenciais, evitar o contato físico com pessoas de risco, como idosos. Além disso, o uso de máscara continua obrigatório ao sair de casa em Içara.


Içara Solidária: 63% dos internautas já contribuíram com campanhas
11/05/2020 às 11:42 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Não há quarentena que isole a solidariedade. Aliás, neste momento o melhor dos içarenses foi demonstrado. Ao todo, 63% dos internautas do Canal Içara apontaram que já contribuíram com alguma campanha solidária durante a pandemia. Outros 37% ainda não. Os percentuais são baseados na resposta espontânea de 108 leitores do portal entre os dias 27 de abril e 11 de maio.

A rede de solidariedade em Içara contou com pontos de coleta de alimentos e produtos de higiene nos supermercados e a arrecadação nos bairros. As cestas básicas podem ser requisitadas na Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação, Trabalho e Renda. Foram produzidas também máscaras e a doados equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde, no Hospital São Donato e nas unidades municipais.


Enquete aponta mudança nos hábitos de consumo de internautas
27/04/2020 às 08:43 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Os hábitos de consumo estão diferentes. Após um mês de reclusão, 68% dos internautas reduziram o volume de compras. Para 23%, a quarentena foi indiferente. Outros 7% apontam que aumentou o uso on-line e da tele-entrega. Além disso, 3% indicam que tiveram um desejo crescente de ir às lojas físicas. Os percentuais valem sobre 74 leitores do Canal Içara que participaram espontaneamente da enquete entre os dias 22 e 27 de abril.

Um levantamento realizado pela Nielsen Brasil em 150 estabelecimentos de varejo no país aponta que todos os itens da cesta de commodities tiveram a demanda ampliada em pelo menos 35%. A procura por itens de limpeza também aumentou. No caso do álcool, chegou a 97% de crescimento. Em contrapartida, o setor de bebidas teve um recuo de quase 6%. A opção foi comprar sucos em pós (+40%) e sucos concentrados (+35%).


Envie também o seu artigo para opiniao@canalicara.com. Para ter o texto publicado é necessário se identificar. A postagem não significa que o portal concorde com a opinião.