Canal Içara


24 de março de 2017 - 14:54
E-books: opção desconhecida por 70%
20/03/2017 às 11:00 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Mesmo com a popularização de equipamentos eletrônicos que possuem acesso a Internet e permitem a leitura de livros, o uso de e-books ainda não virou um costume para a maior parte dos usuários do Canal Içara. Ao todo, 13% leem com frequência e 17% já usaram. Isto significa que 70% nunca tiveram contato com os e-books. Os números refletem uma enquete com a participação espontânea de 23 leitores do portal entre os dias 13 e 20 de março.

A leitura é um hábito de 56% da população brasileira. Para chegar ao número, a pesquisa do Instituto Pró-Livro levou em consideração o uso de pelo menos um livro nos últimos três meses em 2015. Entre os leitores, 42% disseram ter o hábito de ler a Bíblia. Em seguida apareceram demais livros religiosos, contos e romances com 22% da preferência. Os livros didáticos eram habituais para 16% da população e os infantis, para 15%.


Débito automático é opção para 58%
13/03/2017 às 11:00 | Lucas Lemos | com informações do Sicoob Credija
A organização financeira é um hábito essencial para uma vida mais tranquila, com as contas em dia e sem a necessidade de encarar juros e multas por atrasos nos pagamentos. O uso do débito automático ainda não é uma unanimidade, mas esta comodidade já representa um costume para a maioria dos leitores do Canal Içara. Ao todo, 58% indicam fazer o uso da opção. O número é baseado em uma enquete na capa do portal entre os dias 6 e 13 de março com 38 participantes.

“Conhecer os produtos e serviços oferecidos na instituição financeira é muito importante pois sempre existe alguma coisa que pode contribuir na vida das pessoas”, lembra o presidente do Sicoob Credija, Wolni José Walter. No débito automático, é possível realizar o agendamento do pagamento de despesas como água, luz, telefone, parcelas do IPVA e IPTU. Caso o associado tenha feito algum financiamento ou outro investimento, também é possível programar a quitação dos débitos através do dinheiro disponível em conta corrente.

“Além da facilidade de não precisar se preocupar com o pagamento das contas, o associado pode consultar os próximos pagamentos, verificar as quitações, conferir o saldo e realizar diversas outras operações financeiras, tudo pelo aplicativo no celular”, explica Wolni. Para cadastrar uma conta o associado pode fazer o agendamento diretamente no caixa eletrônico ou procurar atendimento em uma agência. “Estamos sempre dispostos a colaborar com a vida das pessoas”, destaca o vice-presidente da Credija, Donato Semprebon.


Bicicleta faz parte da rotina de apenas 9%
27/02/2017 às 13:53 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
O uso de bicicleta é frequente somente para 9% dos leitores do Canal Içara. Outros 17% apontam como uma opção rara enquanto 74% indicam que nunca utilizam este tipo de meio de transporte. Ao todo 35 internautas responderam à enquete entre os dias 20 e 27 de fevereiro. O reflexo do costume cada vez menor é demonstrado também com a queda nas vendas de 11,5% em 2016 na comparação com o ano anterior. A redução foi de 757.045 unidades para 669.729 no país.

Segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), a queda na produção em dezembro chegou a 77,9% em relação a novembro. Em contrapartida ao encolhimento interno, as exportações de bicicletas somaram 8.423 unidades em 2016, ou seja, 27,4% a mais do que em 2015. Os principais destinos foram o Paraguai, Bolívia e o Uruguai. Já as importações principalmente da China, Taiwan e Portugal tiveram queda de 44,4%.


Pet: procura-se a gata Nina
23/02/2017 às 16:08 | Leitor-repórter Anna Duarte
Nina sumiu no Centro de Içara no domingo, dia 22. A gatinha era cuidada por uma senhora de 80 anos, atualmente, triste devido a ausência da companheira. Em consequência do impacto causado pela falta do animal de estimação, a família oferece recompensa para quem achá-la. As informações devem ser repassadas pelo telefone (48) 99941-3040.

Maioria desconhece Internet das Coisas
20/02/2017 às 11:00 | Redação | com informações da Agência Brasil
Os objetos estão cada vez mais inteligentes e conectados. A ligação que torna os dispositivos cada vez mais automatizados – e capaz também de aprenderem - é denominada de Internet das Coisas. Mas essa é uma revolução ainda pouco percebida. Ao todo, 71% dos leitores do Canal Içara desconhecem o termo e os reflexos sobre os dados que alimentam os equipamentos – por exemplo relógios que rastreiam o usuário - e o uso que podem ser dados a eles. O número é baseado em uma enquete entre os dias 13 e 20 de fevereiro com a participação espontânea de 21 leitores.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, quase 2 mil contribuições foram dadas à consulta pública sobre o Plano Nacional de Internet das Coisas. “A gente viu muita participação de grupos específicos da sociedade civil e de empresas e pouco de cidadão individual. Isso significa que o Estado não fez um bom trabalho para capacitar as pessoas nesse tema, as pessoas continuam não conhecendo sobre os impactos da internet das coisas, achando que não têm nada a contribuir”, coloca o pesquisador do Centro de Tecnologia e Sociedade da Fundação Getulio Vargas, Eduardo Magrani.


Envie também o seu artigo para opiniao@canalicara.com. Para ter o texto publicado é necessário se identificar. A postagem não significa que o portal concorde com a opinião.