Canal Içara

Canal Içara

15 de outubro de 2019 - 04:22
Fundai vistoria depósitos irregulares de lixo e coleta itens para notificação
06/05/2019 às 10:31 | Leitor-reporter Júlio Domingos
Três pontos de depósito irregular de lixo na Avenida Procópio Lima e no seu entorno foram averiguados pela equipe da Fundação do Meio Ambiente de Içara na manhã desta segunda-feira, dia 6. Conforme o superintendente, Luciano Cardoso, a vistoria próxima ao acesso para o Mareli e o viaduto da Rodovia Jorge Zanatta (Anel Viário) culminou com a coleta de documentos que darão subsídio as notificações. “Encontramos faturas de água, energia e documentos pessoais até de outras cidades”, indica.

“Isso acontece direto”, exalta o morador Júlio Domingos. Segundo ele, no fim de semana o acúmulo aumentou ainda mais. “Tem muitos materiais que são de empresas. São itens inclusive recicláveis. Por isso, vamos conversar com catadores para ver o que pode ser aproveitado. O restante o Município vai recolher. Além disso, nossa intenção é colocar câmeras de monitoramento nestes pontos crônicos”, acrescenta Luciano. Para pessoas físicas, a multa pelo depósito irregular inicia em R$ 500. No caso de empresas, parte de R$ 5 mil.


Para 50% dos internautas, melhor horário de compras é noturno
22/04/2019 às 08:20 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Os hábitos de consumo mudaram. Para 50% dos internautas do Canal Içara, o melhor horário para as compras é a noite. A preferência corresponde ao período após a jornada diária de muitos dos trabalhadores e sugere uma forte migração para os meios online. Outros 25% optam pela manhã, 18% a tarde e 7% ao meio-dia. Os dados foram coletados espontaneamente entre os dias 8 e 22. Ao todo, 125 leitores participaram da enquete.

Veículo pega fogo no Centro de Içara
15/04/2019 às 14:50 | Leitor-repórter João Guilherme da Silva
Um Gol de Orleans foi parcialmente atingido por um incêndio em Içara no início da tarde desta segunda-feira, dia 15. As chamas iniciaram pela parte dianteira do veículo em trânsito na Rua Sete de Setembro, no Centro da cidade. Pessoas próximas ajudaram no combate ao fogo e conseguiram evitar a propagação. Além disso, o Corpo de Bombeiros também foi acionado e utilizou aproximadamente 100 litros de água para o rescaldo. Ninguém se feriu.

Entre Internautas, participação em sindicatos é de 28%
08/04/2019 às 08:00 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Seja profissional ou empresarial, os sindicatos existem para a representação, debates setoriais e proposições. No entanto, espelham efetivamente apenas uma parcela. É que a participação é baixa. Entre os internautas, 28% estão associados. Outros 24% já fizeram parte e 48% nunca se associaram. Os dados refletem a enquete realizada pelo Canal Içara entre os dias 25 de março e 8 de abril. Ao todo, participaram 106 leitores do portal.

Além da baixa adesão, o fim da contribuição sindical obrigatória também coloca em risco algumas entidades. Em 2018, a arrecadação caiu quase 90% em todo o país. Passou de R$ 3,64 bilhões para R$ 500 milhões e exigiu dos dirigentes sindicais novas fontes de renda, por exemplo, a oferta de serviços. Alguns dos sindicatos já buscam também a fusão para evitar o fechamento.


Choveu ao final da aula vespertina nesta sexta-feira, dia 22. E para os estudantes da Escola Antônio Colonetti que retornam para a casa a pé ou de ônibus não teve como fugir da rua alagada. Em dias assim, a fila para o transporte coletivo ocorre inclusive com os alunos de pés submersos devido ao alagamento na Rua Antônio Guglielmi.

A situação dos estudantes chamou a atenção de leitores do portal ao ver as crianças expostas à água suja e até caídas ao brincarem no local. Conforme os relatos, o problema já é crônico. Não é mais necessária nem mesmo uma chuva muito forte para o transtorno. Além disso, o problema se agrava cada vez mais com o rebaixamento da estrada.

“Acreditamos ser a boca de lobo que entupiu, pois não choveu muito hoje”, indica o presidente da Autarquia Municipal de Serviços Urbanos, Geraldo Baldissera. Ainda segundo ele, uma equipe foi encaminhada ao local para apurar as causas dos alagamentos e trabalhar possíveis soluções.



Envie também o seu artigo para opiniao@canalicara.com. Para ter o texto publicado é necessário se identificar. A postagem não significa que o portal concorde com a opinião.