Canal Içara

Canal Içara

23 de setembro de 2018 - 15:08
Criciúma obtém ponto fora de casa com concentração defensiva
22/09/2018 às 19:16 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma empatou em 1x1 com o Paysandu/PA, no estádio da Curuzu, em Belém/PA. O time criciumense não perde há cinco jogos. Na partida deste sábado, dia 22, o Tigre mostrou concentração na marcação e se consolidou defensivamente. O gol do tricolor Sul-catarinense surgiu após escanteio. Liel balançou a rede. O time paraense marcou com Timbó.

A fase do Tigre é boa, tanto em casa como fora dela. O trabalho do técnico Mazola Júnior deve ser apreciado e extremamente elogiado pela crítica. Ele assumiu o comando da equipe em momento delicadíssimo e transformou o mesmo elenco em um time competitivo contra todos os clubes da Série B do Brasileiro.

A união do elenco foi simbolizada na semana anterior, em que o Tigre venceu o Avaí e os jogadores do Criciúma retrataram a alegria em uma foto onde todos estão abraçados. Quando a fase é boa, tudo conspira a favor. E o Tigre consegue manter distância de seis pontos do Z4 após essa sequência positiva.

Atualmente o Tigre ocupa a 13ª colocação, com 36 pontos. O próximo adversário é o Boa Esporte/MG, no próximo sábado, dia 29, no Estádio Municipal Prefeito Dilzon Luiz de Melo (Melão). O jogo ocorre às 21h.


Tigre não se abala com igualdade no placar e supera o Avaí
15/09/2018 às 21:47 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
Em jogo recheado de emoções, o Criciúma venceu o Avaí neste sábado, dia 15, por 3x2, no Estádio Heriberto Hülse. As equipes realizaram verdadeiro espetáculo e honraram um legítimo confronto catarinense na Série B do Brasileiro. O jogo contou com lances dignos de aplausos, com nível elevado de qualidade técnica e tática para as proporções da segunda divisão nacional.

Destaque para o meia Elvis. O atleta quase marcou gol olímpico. Mas isso não o impediu de ter feito belo gol na primeira etapa. O segundo gol do Criciúma foi o mais bonito do jogo. Em jogada trabalhada, toque de bola rápido e envolvente e cruzamentos precisos, o Criciúma ampliou a vantagem com chute de Elvis. A jogada foi extremamente bem executada e merece ser aplaudida de pé.

Embora o Avaí tenha pressionado o Criciúma nos minutos iniciais, a primeira etapa terminou com o placar de 2x0 favorável ao time tricolor. Ou seja, o Tigre soube absorver a pressão adversária e foi efetivo no ataque. Mas o Criciúma voltou desatento na segunda etapa e aos oito minutos o placar já estava igualado.

Mas a equipe criciumense não se abalou com o “balde de água fria”. Nessas horas, o resultado final teria gosto de derrota para o Tigre, que abriu dois de vantagem e cedeu o empate. Mas as substituições do técnico Mazola Júnior surtiram efeito e Andrew decidiu o jogo para o Tigre. Maurinho (Avaí) e Marlon (Criciúma) foram expulsos após confusão.

Os três pontos obtidos deixam o Criciúma na 12ª colocação, com 35 pontos. A zona de rebaixamento fica mais distante a cada rodada. Ainda não há garantia de permanência na Série B do Brasileiro, mas o clube está a passos largos na direção das 10 primeiras posições da tabela de classificação. O próximo adversário é o Paysandu, no próximo sábado, dia 22, às 16h30, no estádio da Curuzu.


Tigre demonstra grandeza e sangue frio contra o Fortaleza
08/09/2018 às 20:30 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma venceu o Fortaleza/CE neste sábado, dia 8, por 2x0, no Estádio Heriberto Hülse. O time cearense é nada menos que o líder da competição. Além disso, conta com um elenco repleto de atletas de qualidade elevada, que o legitima como o primeiro colocado da Série B do Brasileiro. Só que o Criciúma não se intimidou. O time soube se livrar das investidas do adversário e anulou as finalizações perigosas.

O time criciumense demonstrou grandeza e sangue frio (equilíbrio mental) para administrar a vantagem numérica de jogadores e vantagem no placar. O Fortaleza teve o primeiro jogador expulso aos 17 minutos do segundo tempo. Nessa altura do jogo, o placar já estava 1x0 para o Criciúma. Um gol de pênalti (bem cobrado) do atacante Zé Carlos. O goleiro até acertou o canto, mas o chute foi preciso, no canto.

O segundo gol, anotado por Vitor Feijão, serviu para jogar a última “pá de cal” no adversário, que pouco conseguiu fazer para reverter a situação. Jean Mangabeira (do Criciúma) foi expulso aos 37 min, mas três minutos depois, Pablo (do Fortaleza) também recebeu cartão vermelho. Dessa forma, o time comandado por Rogério Ceni volta para Fortaleza sem pontuar e com o terceiro jogo sem vencer.

Já o Tigre ganha moral na competição. Há três jogos sem perder, o tricolor Sul-catarinense passa por boa fase e conta com confronto catarinense na próxima rodada. O adversário da vez é o Avaí, às 16h30 de sábado, dia 15, no Estádio Heriberto Hülse.


Vitória providencial para não entrar no Z4 ao fim da rodada 25
05/09/2018 às 03:06 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
A 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro encerrou e o Tigre não ocupa a zona de rebaixamento. Isso se deve à vitória conquistada sobre o Juventude/RS, nesta terça-feira, dia 4, no Estádio Alfredo Jaconi. De fato, toda vitória é bem-vinda em qualquer rodada. Mas esses três pontos obtidos foram providenciais para que o Tigre permanecesse fora do Z4. O time catarinense está com 29 pontos e ocupa a 14ª colocação. Um ponto a mais que o primeiro integrante da zona da degola, Juventude/RS.

O jogo:
No primeiro tempo as equipes criaram poucas chances de perigo. O time gaúcho até assustou com um cruzamento forte à meia altura em que Caio Rangel quase balançou as redes, mas foi interceptado pelo goleiro Luiz. Porém, o nível técnico apresentado na primeira etapa foi desanimador. Jogo em que ambas as equipes não fizeram questão de agredir o adversário.

O atacante Zé Carlos novamente fez partida abaixo da média. Parece exercer papel diferente do que está habituado. Em diversas oportunidades fez papel de armador da equipe. Com Elvis no time, qual a necessidade de Zé Carlos sair área com tanta frequência? Qual a necessidade de executar passes em profundidade?

Antes de tentar alguma outra função de distribuição ofensiva, o papel do camisa nove é ser a referência dentro da área. Precisa-se de um exímio finalizador, trombador, alguém que brigue por espaço e divida com o marcador o tempo todo. Se for apenas para fazer volume lá na frente, é mais viável que o técnico Mazola Júnior comece a pensar em alternativas para o ataque tricolor antes mesmo que Zé Carlos cumpra a possível punição de quatro jogos.

Porém, é importante lembrar que Zé Carlos completou 100 jogos pelo clube. Nesses 100 jogos, o jogador se estabeleceu como o terceiro maior artilheiro da história do Criciúma. Marca importante que o coloca como um dos mais importantes goleadores do clube. Sua passagem mais importante pelo clube se deu em 2012. Ano em que o atleta foi artilheiro da Série B, o clube foi vice-campeão e obteve o acesso à primeira divisão nacional.

O gol surgiu de bola parada e desatenção generalizada do time gaúcho. Em cobrança de falta frontal, o lateral-esquerdo Marlon chutou forte no travessão e a bola voltou ao jogo. O atacante Vitor Feijão estava atento, se antecipou à marcação adversária e mandou a bola para as redes. Oportunismo do atleta que garantiu a vitória ao clube catarinense.

Na parte final da partida, o Juventude/RS pressionou em busca do empate, mas não teve organização (e qualidade técnica) suficiente para fazer gol. O sistema defensivo tricolor exerceu seu papel com eficiência e a equipe volta para Criciúma com o dever cumprido.

O próximo adversário é o Fortaleza/CE, líder da competição. Nos últimos dois jogos, o time cearense perdeu um e empatou outro. Já o Tigre vem de um empate e uma vitória. A diferença entre as equipes é de 18 pontos. Enquanto o Fortaleza tem 47 pontos, o Tigre conta com 29. O jogo ocorre às 16h30 deste sábado, dia 8, no Estádio Heriberto Hülse.


O Criciúma e a sequência de cinco jogos sem vencer
29/08/2018 às 00:54 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma empatou sem gols com o Guarani/SP na noite desta terça-feira, dia 28, em jogo da 24ª rodada da Série B do Brasileiro. Há cinco jogos sem vencer, o time catarinense terá que torcer por resultados favoráveis para não adentrar à zona de rebaixamento na rodada atual.

A equipe criciumense começou a partida ditando o ritmo de jogo, criou as melhores oportunidades, conseguiu esboçar pressão ofensiva em determinados momentos da primeira etapa. As melhores jogadas surgiram do lado esquerdo do campo, com o apoio eficiente do lateral Marlon, que inclusive chutou de longa distância e mandou a bola no travessão. O atleta apresentou confiança ofensiva e colaborou positivamente tanto ofensivamente como defensivamente.

Mas as bolas cruzadas na área foram pouco aproveitadas. O centroavante Zé Carlos teve atuação apagada. Até conseguiu distribuir alguns passes do meio para os flancos em longa distância, mas só. Ao que parece, Zé Carlos perdeu o faro de goleador (talvez seja algo momentâneo). É possível perceber que o camisa nove do clube não está tão confiante para concretizar as jogadas.

O Criciúma utilizou as jogadas pelas laterais para chegar ao gol adversário. Mas não obteve êxito. Aos 33 minutos da segunda etapa, o Tigre ficou com um jogador a menos em campo. Marlon Freitas se lesionou e o técnico Mazola Júnior já havia realizado as três substituições. Dessa forma, o time que já não encontrava força suficiente para agredir a defesa adversária, pouco conseguiu fazer para buscar a abertura no placar.

O Guarani também não fez questão de se mandar ao ataque para buscar os três pontos. Até porque o empate fora de casa deixou o time de Campinas momentaneamente entre os quatro primeiros colocados na tabela de classificação da competição nacional. Um ponto positivo a ser destacado é a questão disciplinar por parte da equipe criciumense no jogo. Apenas o atleta Liel foi advertido com cartão amarelo.

O próximo adversário do Tigre é o Juventude/RS. O jogo será realizado no Estádio Alfredo Jaconi, às 20h30 de terça-feira, dia 4. O jogo vale pela 25ª rodada da Série B do Brasileiro.


*Erik Borges Vieira é jornalista e torcedor do Criciúma Esporte Clube