Canal Içara

Canal Içara

16 de outubro de 2019 - 01:31
Há cinco jogos sem vencer, Tigre perde em casa e permanece no Z4
03/08/2019 às 19:40 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma perdeu para o Operário/PR pelo placar de 2 a 1 neste sábado, dia 3, no estádio Heriberto Hulse. Derrota que consolida o time na zona de rebaixamento. A equipe acumula cinco jogos sem vencer.

É mais uma derrota em casa. Derrota vergonhosa, que ilustra o atual momento do Tigre na Série B do Campeonato Brasileiro. Um time que fez um primeiro tempo bom, criou as melhores chances, foi superior e se impôs na partida. Até conseguiu abrir o placar com Daniel Costa já na parte final do primeiro tempo. Porém, o time entrou no segundo tempo desligado com outra postura e logo no primeiro minuto da segunda etapa, sofreu o gol de empate.

A partir daí, o Criciúma desandou e a equipe se perdeu em campo. O operário encaixou a marcação e vitrou o jogo. Com um jogador a menos desde os 23 minutos do segundo tempo, o Operário/PR anulou as investidas do Criciúma em bolas alçadas na área. O goleiro do Operário fez belíssimas defesas.

O técnico Gilson Kleina colocou em campo atletas que não jogam há meses. Uma série de erros desde a comissão técnica até a postura dos jogadores em campo. O técnico Gilson Kleina precisa ser demitido o quanto antes para que o Criciúma possa iniciar um novo processo de reformulação técnica e tática. O Criciúma precisa urgentemente de uma nova comissão técnica. Um novo comando técnico para que o time seja novamente organizado e competitivo.

Essa sequência desastrosa no primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro acende o sinal vermelho. O alerta máximo está ligado. Ainda há tempo de se recuperar na tabela de classificação. A diretoria do Criciúma precisa tomar uma aitude rápida para tudo isso que está acontecendo. A reação precisa ser ágil. Caso contrário, o Criciúma vai amargar na zona de rebaixamento durante muitas rodadas e sentirá dificuldade para escapar do rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro.

É preciso que os jogadores tenham consciência da camisa que eles estão vestindo. Estão vestindo a camisa de um clube tradicional, um clube de respeito que conta com uma torcida apaixonada e com uma história relevante no cenário nacional.


A fase do Criciúma é péssima e sem perspectivas de melhora
30/07/2019 às 23:36 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma perde mais uma vez. Derrota pro 1x0 diante do São Bento/SP, em Sorocaba, na noite desta terça-feira, dia 30. O gol foi marcado por Paulinho Bóia. Sequência de quatro jogos sem vencer: três derrotas e um empate. O Tigre está na 16ª colocação, com 13 pontos. Está um ponto acima do primeiro integrante da zona de rebaixamento (São Bento). O momento de reagir é agora. Porque essa sequência horrível dos últimos quatro jogos fez com que o time criciumense se aproximasse muito da zona de rebaixamento.

Mas a pior parte não é se aproximar da zona de rebaixamento. A pior parte é ver que o time está na 16ª colocação e com nenhuma perspectiva de melhora. O cenário é péssimo. A desorganização tática é vergonhosa. O time não se ajuda. É um time sem vontade em campo. É um time totalmente desorganizado, sem vida, sem perspectiva de evolução.

Um elenco que teve boas atuações no início da Série B e que agora realiza apresentações vergonhosas. No comparativo do jogo entre as duas equipes, foram sete chutes para cada lado, sendo um chute ao gol para ambas as equipes. A estatística mostra que o Criciúma esteve durante 58% do tempo com a posse de bola. Porém, o que pôde ser percebido foi um jogo fraco tecnicamente. O adversário gastando o tempo para que o resultado permanecesse 1x0. O Criciúma não teve força para pressionar e se mostrou desorganizado demais para tentar qualquer tipo de reação.

O time está bagunçado taticamente e os jogadores não estão depositando toda a vontade necessária para vestir a camisa do Criciúma e defendê-la com o respeito que ela merece. O Criciúma é um time tradicional, nacionalmente respeitado. E os jogadores não estão honrando a camisa do Tricolor Sul-catarinense da maneira como ela merece ser honrada.

Chegou o momento de a diretoria e seus respectivos executivos e gerentes de futebol do clube assumirem a responsabilidade e resolverem essa situação o quanto antes. O técnico Gilson Kleina não está fazendo um trabalho satisfatório e os atletas também não estão desempenhando um bom trabalho. Não se vê evolução ou qualquer perspectiva de melhora no Criciúma nesta Série B do Campeonato Brasileiro. O próximo jogo será neste sábado, dia 3, às 16h30, contra o Operário/PR. A partida será realizada no estádio Heriberto Hülse.


Com fraca atuação, Criciúma empata com o Figueirense
27/07/2019 às 14:53 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma empatou em 1x1 com o Figueirense, neste sábado, dia 27 no estádio Heriberto Hülse. A partida da 12ª rodada fez com que o Tigre completasse três jogos sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Nos últimos três jogos, duas derrotas e um empate. A partida deste sábado contou com fraca atuação do time tricolor Sul-catarinense. O time continua desorganizado taticamente e com falta de inspiração na parte técnica.

Concentrado desde quinta-feira, esperava-se que o time do Criciúma demonstrasse algo de diferente do que mostrou nos últimos jogos (contra Vitória e CRB). Mas o nível do futebol apresentado pelo Criciúma foi tão ruim quanto os outros jogos. Um time com excesso de passividade, muita paciência e pouca efetividade.

A paciência é importante em um jogo de futebol. Mas só ela não ganha jogo. É preciso que jogadas inteligentes sejam produzidas com agilidade. Porque a transição da defesa para o ataque exige rapidez e qualidade. A vitória era fundamental para evitar que o Tigre se prejudicasse ainda mais na tabela. Jogou contra o Figueirense, que está há meses com os salários atrasados. E mesmo assim, o time da capital catarinense demonstrou mais vontade de vencer.

Na condição de time mandante, o Criciúma deveria ter sido mais agudo e ter protagonizado mais chances de gol. Chegou pouco ao ataque e não chegou com qualidade. O gol marcado por Daniel Costa nasceu de um pênalti equivocadamente marcado pelo árbitro. O próximo adversário do Tigre é o São Bento/SP. O jogo acontece nesta terça-feira, dia 30, às 20h30, no estádio Walter Ribeiro.


Com gol mal anulado, Criciúma perde para o CRB/AL
24/07/2019 às 01:50 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma perdeu a segunda partida consecutiva na Série B do Campeonato Brasileiro. A derrota aconteceu diante do CRB/AL, nesta terça-feira, dia 23, no estádio Rei Pelé, em Maceió. A partida da 11ª rodada contou com erro do auxiliar, que anulou erroneamente um gol anotado pelo atacante Léo Gamalho. O jogador não estava em posição irregular, mas o assistente levantou a bandeira e anulou o gol do Tigre.

Logo na sequência, aos 28 minutos do segundo tempo, Alisson Farias (que já jogou no Criciúma) abriu o placar favoravelmente ao time alagoano. Aos 36, Willie ampliou a vantagem e sacramentou a vitória.

O destaque da partida é o goleiro Luiz. O capitão do Criciúma realizou defesas de alta complexidade. Defesas que exigem excelente tempo de reação. O camisa 1 do tricolor Sul-catarinense evitou que o Criciúma fosse goleado em Alagoas.

No primeiro tempo, o Criciúma deteve mais qualidade com a posse de bola, mas não conseguiu transformar isso em volume de jogo para concretizar em gol. O CRB/AL conseguiu chegar com perigo e fez o sistema defensivo do Criciúma trabalhar. O principal problema do Criciúma consiste em não conseguir ser muito enfático no ataque. São poucos chutes a gol e dificuldade de criação de jogadas agudas.

No segundo tempo, o Criciúma até melhorou, pressionou mais na frente e balançou as redes. O gol foi mal anulado e isso mudou a trajetória da partida. Porque, minutos depois, o CRB abriu o placar e o time criciumense precisaria reverter uma desvantagem restando 17 minutos para o fim do jogo. Com isso, os próprios jogadores do Criciúma ficaram nervosos. Tudo ficou mais difícil quando o segundo gol do time alagoano foi marcado.

Para piorar a situação, aos 49 minutos da segunda etapa, o volante Liel recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso do jogo. Ele vai desfalcar a equipe contra o Figueirense, neste sábado, dia 27, no estádio Heriberto Hülse. A partida acontece de manhã, às 11h.


Com atuação acanhada, Criciúma perde para o Vitória/BA
20/07/2019 às 00:19 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma perdeu para o time do Vitória/BA por 2x0, nesta sexta-feira, dia 19, no estádio Barradão, em jogo válido pela 10ª rodada da Série B do Brasileiro. Os gols da partida foram anotados por Anselmo Ramon, aos 21 e aos 27 minutos. Ambos os gols foram marcados no segundo tempo. Com a derrota, o Criciúma permanece com 12 pontos na tabela de classificação. O próximo jogo do Tigre ocorre nesta terça-feira, dia 23, no estádio Rei Pelé. A partida acontece às 21h30, contra o CRB/AL.

O jogo

No primeiro tempo, o Vitória propôs o jogo, enquanto o Criciúma se manteve fechado, aguardando as jogadas de contra-ataque. Até aí tudo bem. O time que joga fora de casa geralmente adota uma postura de cautela no início do jogo. Mas o problema principal se deu com relação à transição da defesa ao ataque. O Criciúma se mostrou desorganizado em campo. O time criciumense não conseguiu fazer a bola circular com qualidade e perdia a bola com muita facilidade. Time desorganizado em campo e com raras chances de gol. Já o Vitória chegou com mais perigo, até mesmo em jogadas de bola parada.

No segundo tempo, o Vitória imprimiu mais intensidade no jogo e buscou o primeiro gol após o atacante Anselmo Ramon desarmar o zagueiro Federico Platero. Uma desatenção que custou caro. O defensor do Criciúma perdeu a bola na entrada da área e o atacante adversário ficou cara a cara com o goleiro Luiz. O camisa 9 do Vitória não desperdiçou a oportunidade e balançou as redes.

A partir daí, o Criciúma não teve mais força para reagir. O time ficou mais nervoso e começou a errar muitos passes. Com isso, as jogadas não fluíram. O time baiano não se acomodou e marcou o segundo gol após cruzamento na área. Os zagueiros não conseguiram impedir a cabeçada de Anselmo Ramon, que balançou as redes e decretou a vitória do time baiano.



*Erik Borges Vieira é jornalista e torcedor do Criciúma Esporte Clube