Canal Içara

Canal Içara

18 de junho de 2018 - 00:47
Estudantes retratam a vida no campo para exposição Janelas da Alma
14/06/2018 às 17:33 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Uma parte da rotina do campo foi vivenciada por estudantes da Escola Municipal Quintino Rizzieri nesta quinta-feira, dia 14. Após conhecerem um pouco sobre enquadramento e conceitos de fotografia, os jovens do oitavo ano registraram o cultivo dos alimentos que consomem na merenda escolar e ainda tiraram dúvidas para compor a exposição Janelas da Alma, neste ano, voltada a beleza feminina nas comunidades rurais de Içara.

Junto com o olhar dos alunos, o trabalho terá também a ótica do fotógrafo João Gabriel da Rosa. Além disso, as participantes ainda terão um dia especial em retribuição a tarde especial que proporcionaram em meio das plantações de morango, cenoura e até da produção de ovos. “É muito bom poder ensinar as crianças. Muitas não sabem de onde vêm os alimentos”, coloca uma das agricultoras visitadas em Vila Alvorada, Janiane Cândido Rabelo.

“A ideia é registrar a felicidade e emoção no dia a dia dessas trabalhadoras. Novas tecnologias estão disponíveis e podem ser inseridas no processo educativo, principalmente para trabalhar a linguagem da fotografia”, completa o fotógrafo. João Gabriel esteve com os alunos na sala de aula e também acompanhou a visita de campo. “A intenção é que os jovens conheçam a essência de uma fotografia além do que vemos”, pontua a professora de Artes, Gabriela Luciano Fernandes.


A sustentabilidade também cabe no guarda-roupas
13/06/2018 às 16:56 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A reciclagem não é restrita apenas aos resíduos gerados no cotidiano. O reaproveitamento também pode fazer parte, por exemplo, do guarda-roupas. "Começamos a comprar peças usadas em brechós e bazares. Nossos amigos nem faziam ideia do que era isso em nossa adolescência. Achavam bem curioso. Mas sempre gostamos de moda e esta era uma alternativa então de buscar roupas diferentes. Somos muito fãs do vintage”, coloca Ariadne Brito.

“Além de conseguir peças antigas e do custo bem menor, a sustentabilidade foi uma consequência. Hoje, tendo essa noção, procuramos ao máximo reaproveitar as roupas, inclusive, um do outro", completa a publicitária em referência a adesão também do marido Marcus Bittencourt. O casal virou influenciador digital devido aos looks compartilhados na web, também apresentados aos alunos da Escola Lúcia De Lucca nesta quarta-feira, dia 13.

“Estamos participando do Projeto Guardiões do Meio Ambiente como objetivo de trabalhar a coleta seletiva. Iniciamos em maio com a separação do lixo. Mas decidimos ir além. Neste mês o nosso foco é a reutilização de outros materiais, inclusive das roupas. A intenção é que o trabalho realizado com os alunos do quinto ano do ensino fundamental seja multiplicador de novas atitudes em toda a escola”, indica a coordenadora pedagógica Priscila Fernandes.

Dicas para aproveitar bazares e brechós

1 - Chegue cedo para ver as melhores peças e vá mais vezes. Nem sempre se acha algo bacana na primeira visita.
2 - Exercite a paciência. Os brechós geralmente não estão organizados pela numeração ou categoria de roupa.
3 - Prove. A empolgação com os preços não basta. É preciso saber de vai servir e se ficará boa em seu corpo.
4 - Não menospreze. Antes de qualquer conclusão, entre, vasculhe e torça.
5 - Entre no clima. Esta é uma caça ao tesouro. Lute pela sua peça favorita, negocie, ajuste e mande consertar se precisar.


Florêncio reencontra criador na Escola Maria Arlete Bitencourt Lodetti
12/06/2018 às 16:46 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Florêncio teve um reencontro com o criador nesta terça-feira, dia 12. A visita do personagem defensor do meio ambiente ao estudante Vinicius da Rocha Cardoso aconteceu na Escola Maria Arlete Bitencourt Lodetti com informações, desafios e presentes em forma de conscientização, orientação e treinamentos para a coleta seletiva na unidade do bairro Raichaski.

“Foi visível o sorriso do Vinícius, uma explosão de alegria ao ver o personagem interagindo com todos", coloca a assistente técnico-pedagógica Édina da Silva de Freitas. Segundo ela, para toda a escola foi um momento também de satisfação e prazer devido a concretização de um trabalho iniciado nas salas de aula com paixão e dedicação. A turnê de Florêncio com o Cirquinho do Revirado e a Fundai iniciou no último dia 4 e seguirá até 2 de julho.


Escola Quintino Rizzieri inaugura horta em parceria com a Farben
06/06/2018 às 12:48 | Redação | com a colaboração de Fernanda de Maman, da Alfa Comunicação
A Escola Municipal Quintino Rizzieri teve um novo espaço inaugurado nesta quarta-feira, dia 6. A ideia da horta é aproximar os jovens de informações sobre escolhas alimentares, preparo de alimentos e economia doméstica, além de hábitos sustentáveis e ecologicamente corretos. “O objetivo principal do projeto é promover a interação dessas crianças com o meio ambiente e despertar a consciência ecológica nelas, que são as futuras gerações”, explica o responsável pelo projeto Geração Sustentável da Farben, o engenheiro ambiental Lucas Michels Justi.

A Geração Sustentável foi criada em 2011. Desde então, promove a doação de mudas, palestras, ações nas escolas e visitas a reservas ambientais, parques ecológicos, lagos, rios e barragens. Além da horta no bairro Jardim Elizabete na Semana do Meio Ambiente, a Tintas Farben também participou neste ano de uma gincana ecológica na Escola Municipal Lúcia de Lucca com distribuição de mudas frutíferas a os 200 alunos e o plantio de mudas na escola na terça-feira. A meta da empresa é ampliar o projeto a todas as escolas do município até 2020.


Escola Dimer Pizzetti realiza Festa Junina no sábado
05/06/2018 às 09:32 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
O clima junino vai tomar conta do bairro Liri neste próximo sábado, dia 9. A comemoração acontecerá das 18h às 22h no Centro Comunitário com atrações preparadas pela Escola de Educação Fundamental Dimer Pizzetti.

A festa terá apresentações dos estudantes e o tradicional casamento jeca. Além disso, terá bingo, pescaria, barracas de doces juninos, quentão (sem álcool), cachorro quente, maçã do amor e outros quitutes típicos.

“Os valores arrecadados serão revertidos para a construção dos muros da escola e manutenção do piso do pátio principal, garantindo assim a segurança dos nossos alunos e da instituição”, indica a coordenadora pedagógica Mirege Nazário.


Divulgue as atividades também de sua escola. Envie as ações pedagógicas para jornalismo@canalicara.com