Canal Içara

Canal Içara

20 de agosto de 2019 - 20:44
Trajetória: quais as marcas que você pretende deixar?
17/08/2019 às 11:32 | Simone Luiz Cândido
Caminhamos nesse planeta apenas como passageiros de uma grande viagem. Essa que nos mostra muitos caminhos. Alguns deles com pessoas maravilhosas as quais tivemos o prazer de convivermos. No início de tudo, os laços de sangue e de amor nos unem, conhecemos nossos pais, irmãos familiares. Nossa trajetória vem com muitos percalços, sentimos alegrias e tristezas, amor, fé, exemplos que levamos para toda uma vida.

Nesse mesmo caminho alguns mudam para outro plano, fogem aos nossos olhos, mas nunca estarão longe de nossos corações. A dor há! Essa é inevitável, quem foi amor faz muita falta. Abraços, conversas, segredos que nós achamos que não podemos mais contar. Mas do plano espiritual nos ouvem, sentem todo nosso amor. Recebem nossas orações como um belo presente. Podemos e devemos chorar, pois assim aliviamos nossos corações da falta da presença física.

Quantos se vão de repente de nossas vidas, num piscar de olhos aparece uma doença, um acidente de trânsito, muitos em tenra idade. Quando vimos uma vida inteira pela frente ficou para trás. O advogado que deixou suas ações encaminhadas, a agricultora que plantou sua lavoura deixou alimentos congelados, a fonoaudióloga deixou seus pacientes agendados, a mãe que deixa seu bebê recém-nascido e outros filhos ainda pequenos. O professor de educação física que deixou seus alunos, sua família, a artesã deixou suas encomendas de crochê, suas linhas no seu armário de artigos para artesanato. O pai que foi fazer cateterismo e não voltou. A mãe que infartou nem sabia que tinha problemas no coração. O escritor que deixou seu livro por terminar de escrever, histórias que não chegaram ao fim.

A casa em construção que alguém nem morou nela, o carro novo adquirido com tanto trabalho. Aquele último abraço, aquela última conversa, uma visita sem data especial, apenas para matar a saudade. Faltou dizer os quanto os amamos, nunca é suficiente, precisamos demonstrar amor àqueles que nos são próximos. Faltou dizer preciso de você, você me faz bem. Lembra-se daquele dia em que estávamos tristes e você chorou junto comigo?
Se pudéssemos voltar no tempo não perderíamos as oportunidades de ligar, conversar, estarmos juntos dos nossos familiares e amigos.

Algumas palavras resumem esse sentimento. Gratidão por tantas pessoas terem deixado tantos feixes de luz em nossas vidas. Saudade mas uma saudade boa com cheiro de café novinho passado na hora. Cheiro de perfumes junto com cheiro de pessoas amadas. Saudade de ouvir a voz, receber carinho nos cabelos, ouvir boas músicas, das festas entre amigos e familiares. Elevemos nossas preces entregando a cada um dos que amamos o nosso amor eterno. Na certeza do reencontro. Certeza de que em nossos sonhos podemos nos encontrar abraçar emanar todo nosso amor.

Que nossa trajetória seja repleta de muito amor, e se partirmos de um modo inesperado possamos deixar nossas marcas de amor naqueles que ficarem aqui na terra.


O que é ser pai?
11/08/2019 às 08:13 | Simone Luiz Cândido
O que é ser pai? Definimos pai aquele que é genitor de um ou mais filhos ou aquele que adotou. A biologia nem sempre permite que possam gerar filhos biológicos, por muitas vezes mesmo podendo gerá-los num verdadeiro ato de amor e decisão, escolha de vida muitos decidem ser pais. Não importando a maneira que seus filhos chegarão.

Muitas dessas esperas são longas e angustiantes, mas valem cada minuto esperado. Outras são muito rápidas quando o coração se abre para crianças maiores ou adolescentes, aqui se fala do amor que existe para com esses filhos, amor preexistente desde o momento da decisão. Muitas vezes acompanhados de orações para poderem aliviar suas angústias durante a espera.

Amigos que se fazem através dos grupos de apoio à adoção, suportes de afeto que ajudam a caminhar nessa jornada de serem pais. Desde a decisão pela adoção, curso de pretendentes, habilitação e a chegada do filho.

Existem choros durante a espera? Claro que sim, ninguém é de ferro. Anos passam e o filho não chega o que dizer então? -Resta esperar o filho que couber no coração. Filho não se devolve então o coração tem que aceitar qual a idade e condições possíveis para a paternidade acontecer de maneira bela e plena.

Para aqueles que se tornam pais através da adoção, cada chegada é um misto de emoções, alegrias uma vontade imensa de partilhar com outras pessoas esse novo amor filial.
Toda criança ou adolescente merece estar em família ser amada respeitada, todo aquele que tem amor no seu coração e sente esse desejo de ser pai merece ser pai. Seja biológico ou não.

Quando o amor extravasa o coração vem o desejo da paternidade, não há diferença se esse filho tem ou não o DNA do pai, o amor os torna pai e filho (a) os laços se fazem quando nos corações encontram-se, afeto, afinidades sonhos que se tornam realidade. O do pai que encontra seu(s) filho(s) e o dos filhos que o encontram.

Que todos os pais possam sentir o amor de seus filhos, e que todos os filhos se sintam amados por seus pais, precisamos nos adotar uns aos outros, Criarmos laços de afetos.
Ser pai é estar presente em cada momento amando educando ajudando a transformar pessoas, zelando pelo bem-estar.

Eis uma tarefa difícil ajudar outro ser humano a ser lapidado, com muito amor se consegue deixar marcas, daquele que foi o escultor e a obra de arte se transforma em algo de muito valor. Ser pai é deixar marcas de amor em seus filhos.

Que os filhos sejam presença para seus pais sempre que puderem, não só num dia específico em que se comemora o dia dos pais. Nossos pais estiveram conosco quando éramos muito pequenos, hoje é a nossa vez de dispendermos um pouco de amor e carinho por eles.
Guardo até hoje as belas lembranças de amor, fé, honestidade entre tantas outras marcas deixadas por meu pai em cada um de nós seus filhos.

Dedico ao meu pai Luiz in memoriam, meu esposo Valdemir, meu sogro Fernando meu irmão João Batista, meus cunhados, tios, primos e todos os pais biológicos ou não.


Em crônica, a diferença que ilumina Henrique Ferresi
03/08/2019 às 12:17 | Simone Luiz Cândido
Dizem que o acaso não existe. Esse ano conheci alguém que mesmo morando na mesma cidade não o conhecia. Era uma manhã como outra qualquer e eis que recebi um convite em uma rede social. Tenho por hábito ver o perfil da pessoa. Olhei e vi escritor, professor de música e teatro. Aceitei o convite e logo recebi as boas vindas. Recebi também um belo texto de sua autoria. Nesse mesmo dia trocamos textos conversamos sobre nossos anseios da literatura.

Percebemos que iríamos aprender muito trocando ideias, surgiu o convite através do meu amigo escritor Jonnata Henrique Do Brejo da Madre em Pernambuco para uma antologia da Literarte, chamada Literarte celebra o sul e o sudeste. Eu o convidei, insisti lhe disse: "-Tens muito talento, suas poesias são lindas." Eu Simone Cândido meu mais novo amigo Henrique Ferresi natural da cidade de Içara além de outros escritores Içarenses fomos selecionados. Entre eles estão Maristela Giassi, Maria Mogorim, Sandra Regina Lodetti.

As conversas foram se tornando frequentes, aprendemos muito. Escrever é um grande desafio, o qual aprendemos todos os dias, Henrique foi relatando sua maneira de escrever, eu relatando a minha. Trocamos muitas figurinhas. Num sábado combinamos um café entre amigos, na casa da minha irmã Rosi. Estavam presentes nossas famílias o Rafael meu afilhado que é aluno de teatro do Henrique foi uma tarde muito agradável. Após muitas conversas eu sempre incentivando o Henrique a escrever um livro, ele que ama seu trabalho com crianças, teve a bela inspiração de escrever um livro infantil.

O livro surgiu numa tarde em que ele estava dando aula de teatro, a história foi surgindo instintivamente. Dali foi para o papel. Sinto-me honrada e ter sido uma das primeiras pessoas a lerem essa história fantástica. Esse ano foi o ano das antologias. Participei de sete e uma delas é da editora mágico de Oz .Indiquei a editora para Henrique. Então feita a indicação o livro foi para a aprovação. E claro foi aprovadíssimo, e inclusive receberá o prêmio de melhor livro do ano. As notícias boas não param por aí, o livro A diferença que ilumina será lançado na bienal do livro no Rio de Janeiro no início de setembro.

Henrique foi convidado pela Izabelle Valladares Santos Mattos presidente da Literarte para fazer parte da Academia Luminescense de Devoção a Letras e Artes onde apresentará seu livro. A diferença que ilumina é um livro encantador com ilustrações belíssimas de Vinícius Rocha ajudando a vencer os medos que cada um tem. Aprendendo que nós podemos brilhar onde estivermos. A diferença que ilumina, dará muitos frutos, muitas crianças precisam perder seus medos e seguirem em frente com muita coragem.

Apresento a vocês Henrique Ferresi, um ser humano incrível, profissional, amigo, escritor talentosíssimo. Querido amigo escritor te desejo muito sucesso.


Surpresas do criador, uma crônica sobre a pequena Ísis
27/07/2019 às 08:00 | Simone Luiz Cândido
Algum tempo atrás conheci uma pessoa encantadora, com voz muito doce e suave. Foram muitas conversas sobre adoção de crianças e adolescentes. Morava na comarca vizinha de minha cidade.

Com muitos sonhos no coração, um deles era o desejo de se tornar mãe, e também ajudar outras pessoas que tivessem o mesmo sonho. Relatei a ela minhas experiências, nossa espera de quase cinco anos pela nossa primeira filha. Meus tratamentos sem sucesso para uma possível gestação.

Ela relatava ter endometriose, então eu aconselhei faça os tratamentos possíveis para poder realizar esse sonho de ser mãe.

Eu acho correto tentar a medicina para ajudar na realização desse sonho, eu também tentei, no meu caso por esse meio não foi possível.

Indiquei o caminho da adoção, Jamila acompanhada de seu esposo Gustavo concordaram comigo, mais uma vez aconselhei para tentarem os tratamentos possíveis, pois, adoção leva algum tempo muitas vezes alguns longos anos.

O tempo foi passando tivemos um evento da semana municipal da adoção o casal participou conosco seus olhos brilhavam de alegria quando falávamos de terem filhos formando uma família.

Em agosto de 2017 Comuniquei sobre o curso de pretendentes à adoção. Mila e Gustavo nunca fizeram distinção de onde ou de que forma viria esse tão sonhado filho ou filha. Passei minha vida tentando realizar esse sonho da maternidade. Sempre falei faz o curso faz o cadastro e deixa nas mãos daquele que tudo pode.

Endometriose a maioria das vezes é quase impossível ficar grávida. Eu das amigas com ovários polimicrocísticos fui uma das únicas que não engravidou com tratamentos. Engravidei da minha segunda filha naturalmente quando Deus assim desejou.

Em 2017 começaram a fazer o curso de pretendentes à adoção, mas o Gustavo teve compromissos de trabalho e o curso ficou para o ano seguinte.

Jamila deixa uma mensagem no grupo de participantes do curso de pretendentes que diz assim: “Pessoal, desejo a todos boa sorte!!!! Que papai do céu abençoe a todos que pretendem adotar, para que não demore muito, para tornar suas famílias ainda mais felizes! Como não consegui participar do curso esse ano, vou sair do grupo.... Mas fica aqui minha torcida por cada um!!!!”

Foi então que Deus deu uma bela piscada de olho e disse: “Dona Ísis chegou tua vez vai pro teu mundo pink e lilás”. Assim diz minha amada Filha. Escrevo chorando de alegria por esse presente estar com vocês esse ano. Mila linda e querida Deus abençoe a ti e o Gustavo e que a Ísis continue trazendo tantas alegrias pra vocês. Que lá do plano espiritual teu paizinho Mário Satiro( in memoriam) mande os mais belos presentes, numa caixinha cheia de coisas boas sentimentos do amor que ele sempre foi e será por toda eternidade para cada um de vocês.

Sabemos que apenas mudou de lugar, de lá recebem nosso afeto e nos mandam afeto. Tua querida mãe Glória Célia da Silva Satiro sempre demonstrando tanto amor e afeto pela Ísis, é lindo de ver tenho certeza teu pai muito se alegra com todo esse amor entre vocês.

Jamila que você continue essa mulher linda de coração enorme, lutadora amorosa essa herança que recebesse dos teus pais ninguém tira.

A Ísis será uma menina muito carinhosa e feliz tendo em volta tantas pessoas que a amam tanto. Notícia maravilhosa dessa gestação comemorada por muitos amigos e familiares, participar do grupo sobre a chegada da Ísis foi muito lindo, cada amigo, cada familiar torcendo pelas mudanças, crescimento, desse ser que veio, para essa família para alegrar ainda mais cada um de vocês.

Sinto-me honrada em estar junto de tudo isso, mesmo ao longe as redes sociais nos proporcionam essa aproximação. As avós felizes, contando os dias para a chegada, padrinhos Gilmara e Joelson, primos, tios, amigos tão felizes por poderem saber esses passos tão lindos.

Eis que dia vinte e nove de julho de 2018 ela chegou e claro com muita expectativa muitos recados perguntando se já tinha nascido. Riqueza de detalhes em cada momento, padrinhos amados preparam uma bela recepção gravaram para que todos nós pudéssemos ver a cena.

Emocionante demais, choros de alegria, nesse momento tão especial. Que nesse dia 29 de julho de 2019 em que a Ísis completa um ano de vida seja um dia repleto de muitas alegrias.

Jamila, Gustavo e Ísis família amada amamos muito vocês quis o bom Deus que nossos caminhos tivessem cruzado. Desejo muitas coisas maravilhosas pra vocês e que em breve possamos nos ver pessoalmente.


Crônica: Amigos são via de mão dupla
20/07/2019 às 11:04 | Simone Luiz Cândido
Existem pessoas que chegam até nós por apenas alguns momentos, outras por uma estação inteira, ou ainda por anos. Cada uma traz consigo algo necessário para nosso aprendizado de cada dia. Algumas dessas pessoas temos afinidade imediata, parecendo que já as conhecemos há muito tempo. Criamos laços, doamos nosso tempo, conversamos somos solícitos quando se faz necessário. Choramos juntos, desejamos que coisas boas aconteçam.

Alguns se aproximam de nós pelo que podemos oferecer algum conhecimento em alguma área específica, e lá vamos nós estendermos nossas mãos para outros, acreditando que ensinar algo ou ajudar outras pessoas nos tornará grandes amigos. Ledo engano, na maioria das vezes alguns desses ditos amigos se aproximam de nós enquanto podemos lhes fornecer algum benefício.

Triste realidade, pois a amizade deveria ser uma via de mão dupla onde caminhamos juntos, se precisarmos de algo o outro também poderá nos oferecer seu ombro amigo e seu apoio. Quantos doam seu amor seu afeto vive perguntando como você está? Melhorou? Enquanto esse por sua vez dá as costas, sem ao menos ter o mínimo de consideração pelo amigo que tanto bem lhe fez.

Quando um dos dois continua tendo afeto, preocupação, o outro finge não ter tempo, pois sua vida é muito corrida. E a do outro não é corrida? Quantas vezes deixaram suas coisas seus afazeres para lhe dispender um pouco de afeto. Podemos escolher quem são nossos amigos, aqueles que realmente poderão ficar em nossas vidas.

Sermos gratos por tudo que nossos amigos nos proporcionam, pelas vezes que mesmo distante enxugam nossas lágrimas com palavras de conforto. Vai passar, você vai ficar bem, vai dar tudo certo. Entre tantas outras coisas que nos fazem seguir nosso caminho com determinação, sabendo que não estivemos sozinhos.

Podemos criar laços, de afeto com nossos amigos se soubermos dar o devido valor, quantas vezes um amigo ouve, nos dá um conselho, está presente nos momentos mais tristes de nossas vidas.

Por que na hora da vitória não chamar o amigo para celebrar? Quantos abandonam o amigo assim que consegue a vitória, o amigo esteve ao seu lado secando suas lágrimas o tempo inteiro.

Quantas vezes achamos que alguém é nosso amigo nos iludimos dispendemos nosso tempo, afeto estamos sempre de prontidão. Tentamos de tudo, mas o outro não deseja criar laços conosco.

Algumas dessas pessoas pensam que não notamos a frieza a qual somos tratados, notamos sim seguimos com o afeto, mas infelizmente em algum momento será preciso nos afastar, tem um velho ditado que diz: “- Uma mão lava a outra”. Só que na hora de lavar a nossa mão a torneira falta água.

A vida é muito curta olhem ao seu redor quantos amigos você tem? Quais deles você pode confiar? Quais deles estiveram ao seu lado nos teus dias de angústias? Estar junto em dia de festa qualquer um está. Agora na hora da dor da aflição isso é raridade.

Ame seus amigos diga isso enquanto você pode amanhã pode ser muito tarde. Hoje ainda dá tempo de transformar a via de mão única em via de mão dupla, aonde o afeto vai e vem.

Dedico a todos os amigos presentes em minha vida, talvez para alguns eu não tenha dito o quanto significam para mim. Quantos partem tão cedo e não dá tempo de dizer o quanto os amamos. No dia 4 de julho mais uma prima partiu para eternidade Marilene Milioli Lacerda a querida Mari, esposa do meu primo Gelson Lacerda.

A vida é um sopro ame seus amigos digam a eles o quanto são importantes mesmo que não seja no dia do amigo.


Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.