Canal Içara

Canal Içara

24 de maio de 2018 - 12:54
A Última Carta de Amor, de Jojo Moyes
26/04/2018 às 11:00 | Maristela Benedet - maristela.benedet@canalicara.com
Aos 30 anos a jornalista Ellie vive os conflitos de manter uma relação com o empresário John, um homem casado. Na redação a pressão por uma matéria exclusiva em poucos dias agrava ainda o estresse da jovem. E ela resolve pesquisar o arquivo do jornal na esperança de uma boa pauta encontrando uma carta de amor de 40 anos atrás.

A última carta de amor é uma obra romântica de Jojo Moyes. Na correspondência que não chegou a destinatária, o autor convida a amada para fugir. Na mensagem, a jornalista percebe uma atraente reportagem e busca os personagens desta história real. Ao conhecer Jeniffer Stirling, com mais de 60 anos, e conhecer o seu amor proibido, Ellie sente dúvidas em publicar um assunto tão íntimo. E ainda, passa a analisar o caso com John e o seu futuro.

Jojo Moyes reside na Inglaterra. Trabalhou como jornalista por 10 anos, e em 2002 passou a se dedicar somente à carreira de escritora. É autora de mais de 10 livros, entre eles Como eu Era Antes de Você adaptado para o cinema.


A Árvore dos Anjos, de Lucinda Riley
29/03/2018 às 11:00 | Maristela Benedet - maristela.benedet@canalicara.com
O tempo parou por 20 anos para Greta Marchmont após a perda da memória provocada por um acidente em Londres. Aos 58, a menina que saiu de casa e engravidou aos 18 anos dos gêmeos Cheska e Jonathan, falecido aos três anos e, da presença constante do amigo apaixonado David, não tem mais lembranças.

O retorno no Natal a casa no campo onde foi casada e viveu com os filhos parece ser a oportunidade para resgatar o passado. Em uma caminhada pelo jardim ela se depara com a lápide do filho na sombra de uma árvore. Neste instante, as recordações voltam revelando um passado de alegrias e tragédias em sua vida.

A Árvore dos Anjos é uma obra de Lucinda Riley. A autora nasceu na Irlanda e, após breve carreira como atriz aos 24 anos, escreveu o primeiro livro. Aos 46 anos, suas obras já foram traduzidas para mais de 30 idiomas e venderam mais de 10 milhões de exemplares em todo o mundo.


Após a Tempestade, de Karen White
22/02/2018 às 11:00 | Maristela Benedet - maristela.benedet@canalicara.com
Uma tragédia mudou a vida de Julie Holt aos 12 anos com o desaparecimento da irmã caçula Chelsa, no jardim da casa da família nos Estados Unidos. Após 17 anos, a busca por Chelsa continua sendo o principal sentido de existência para a historiadora. Após a Tempestade é um romance sensível, com nuances de suspense da escritora Karen White.

Com a morte de Mônica, a amiga que ajudou a preencher o vazio deixado pela irmã, Julie precisa mais uma vez superar a dor de uma nova perda para cuidar de Beau, o filho de 5 anos de Mônica. E ainda, encontrar força para desvendar mistérios e achar as respostas sobre a família da jovem, em uma região no sul do pais devastada pelo furacão Katrina.


Com Amor, Anthony, de Lisa Genova
19/10/2017 às 11:00 | Maristela Benedet - maristela.benedet@canalicara.com
Aos 10 anos, uma convulsão em consequência do autismo tira a vida do menino Anthony. A dor e a revolta da mãe, Olivia, interfere diretamente no casamento e levou o casal a separação. Sozinha, ela vai então para uma praia isolada carregada de lembranças do filho, buscando o entendimento e as respostas para a sua existência. Com Amor, Antony é uma obra de Lisa Genova.

Próximo a sua casa, Beth Ellis vive o drama de descobrir a traição do seu marido após 14 anos de casamento e três filhas. Uma sessão de fotos e a literatura em comum aproxima as vizinhas desconhecidas. E, neste encontro marcado pelo sofrimento, a breve passagem de Anthony, de alguma forma, ajuda as duas mulheres a compreenderem as suas histórias e seguirem com coragem os seus caminhos.

Lisa Genova é americana. Doutora em neurociência pela universidade de Harvard, faz palestras em todo o mundo sobre alzheimer, traumas cerebrais e autismo. Ela é autora também do best-seller “Para sempre Alice” adaptado para o cinema.


Toda luz que não podemos ver
08/06/2017 às 11:00 | Maristela Benedet - maristela.benedet@canalicara.com
Marie-Laure é órfã de mãe e mora com o pai, um chaveiro funcionário do museu de Paris. Ao completar seis anos, a menina fica cega e, para facilitar a locomoção da filha, ele constrói miniaturas em madeira do bairro onde moram. Os anos correm e o domínio Nazista obriga pai e filha a fugirem para a casa do tio-avô na cidade de Saint-Malo. Em outro país da Europa, na Alemanha, o menino Werner de sete anos e a irmã vivem em um orfanato.

Esperto e curioso, Werner é apaixonado pelas ondas do rádio e aprende a consertar os equipamentos. O menino passa as noites ouvindo as transmissões e imaginando as pessoas do outro lado. A ansiedade para ver o mundo sem importar a forma, intriga e fascina na obra Toda luz que não podemos ver, de Anthony Doerr. Com a convocação para a guerra e a luta para sobreviver em meio aos caos, Marie-Laure e Werner se encontram. O breve momento marcaria com suavidade as lembranças dos jovens diante das atrocidades da guerra.


*Maristela Benedet é colaboradora do Canal Içara, tem formação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo desde 1996, atua na área e nas horas de lazer dedica-se a leitura