Canal Içara

 
27 de setembro de 2022 - 20:54
#Cotidiano #Economia #Política #Segurança #Esportes +Leitor-repórter +Guia Içara
Esportes »
Panorama Esportivo: causos da bola no jogo Brasil x Peru
Um encontro histórico com Rivelino, campeão do mundo em 70
08/04/2022 às 09:00 | Miguel Ramos
Era 2009! Ainda escrevia para o Jornal Agora, e por tal, possuía registro na Associação Catarinense de Cronistas Esportivos. Até então não tinha tido a oportunidade de acompanhar um jogo no estádio da seleção brasileira, eis que Brasil e Peru se enfrentariam em Porto Alegre, partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Solicitei credenciamento junto à CBF e para minha surpresa o registro foi aceito. Me recordo bem, que para essa cobertura mais que especial até camiseta especial o Jornal Agora mandou preparar, não teria como ir de verde e amarelo. Jogo no Beira Rio, marcado para 22:10 horas, me dirigi ao estádio antes das 16 horas. Credenciamento finalizado, comecei a sentir uma tremenda emoção por estar desfrutando de um momento único, até então um moleque apaixonado por futebol, estar ali no meio de grandes nomes do jornalismo esportivo no Brasil.

Paulo Vinícius Coelho, o PVC, João Palomino da ESPN, narradores das Rádios GLOBO e TUPI, eis que alguém bateu em minhas costas e perguntou: Amigo, onde fica a cabine das rádios? A resposta eu não tinha, mas ao me virar e ver quem estava perguntando, tive uma enorme surpresa: Rivelino, campeão do mundo em 70, ídolo de muitos, estava eu ali ao lado dele. Sinceramente, não pude esconder a minha emoção, não tirei foto, pois o momento pedia uma boa conversa, sentamos um pouco para acompanhar a Argentina sendo goleada pela seleção boliviana, e pontuar alguma coisa para o jogo do Brasil. Foram 10, 15 minutos que por pouco não se tornaram uma eternidade.

Passados isso, a expectativa ficava para a chegada do ônibus da seleção ao estádio, lá estava eu aguardando ansioso pela chegada dos craques, daquele time o destaque ficava para Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Robinho entre outros... Nesse momento conheci um jornalista mexicano, que usava uma camisa do Santos para ser autografada pelo Robinho, conseguiu! Estava ao meu lado, nesse momento soltei um Dale Tigre, e o Maicon, lateral direito perguntou: Criciúma? Não estava vestindo a camisa da seleção, mas levei e até hoje ela guarda apenas dois autógrafos, Maicon e Tiago Silva! O suficiente para eternizar o momento. Ah! O jogo o Brasil ganhou de 3 a 0, e o grand finale, estava por vir, participar da entrevista coletiva com treinador Dunga com direito a pergunta, hoje não recordo o que perguntei... tremia!

São momentos assim que fazem tudo valer a pena! Tenho alguns causos para compartilhar!
Mais para frente... um personagem faz parte! Ronaldo Fenômeno no Maracanã!

Saúde! Sorte! Coragem! Até breve... ATÉ SEMPRE!
Miguel Ramos é bibliotecário, arquivista e cronista esportivo, apaixonado por esportes, amante do rádio e louco por informações esportivas!
Participe também com seus comentários

 COBERTURAS ESPECIAIS
últimas notícias

Conheça as marcas que potencializam o crescimento da cidade
Coberturas especiais
Regional da Larm 2022 - Série B