Canal Içara


21 de agosto de 2017 - 16:55
Cotidiano »
Restauração da SC-445 ficará para 2018
21/11/2016 às 10:27 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
A possibilidade de uma audiência com içarenses para discutir a Rodovia Deputado Paulino Búrigo (SC-445) será reanalisada pelo Estado. Um pedido chegou a ser realizado através da Câmara Municipal. Mas segundo o governador Raimundo Colombo, todas as reuniões haviam sido suspensas no período eleitoral. O indicativo apresentado em coletiva de imprensa nesta segunda-feira é que a cidade tenha uma restauração somente a partir de 2018.

"Em 2014 ficou pronto o projeto da duplicação. Foram feitas três audiências públicas e não houve aceitação do projeto pela comunidade. Agora está se buscando a restauração aos moldes do que foi feito de Vila Nova ao Rincão. Está no Deinfra para fazer o projeto. Enquanto isso, teremos a Via Rápida pronta até o final do ano que vem. Se pararmos agora a SC-445 não terá nenhuma outra entrada para Criciúma", sinaliza João Fabris.

Quanto ao Hospital São Donato, R$ 300 mil já foram repassados emergencialmente e mais R$ 150 mil foram assinados semana passada para a fundação filantrópica. Mas não há nenhuma promessa, por exemplo, para a Unidade de Terapia Intensiva. "No mutirão, foi a maior média do estado. A nossa ajuda no São Donato é quase nenhuma. O Hospital está fazendo gestão. Parabéns. Estão fazendo muito mais do que esperávamos", afirma o governador.

Reformas contra queda na arrecadação

"Este foi o ano mais difícil de todos. Estamos no meio de um furacão no país. Tivemos chuva, granizo e ainda a crise econômica", resume o governador. Para enfrentar as dificuldades, o Governo de Santa Catarina optou, por exemplo, pela manutenção de alíquotas de impostos mais atrativas do que outros estados e a Reforma da Previdência. "Vamos fechar o ano com absoluto equilíbrio. Nosso problema está na saúde. Já atingimos 12% do orçamento", acrescenta.

"2017 vai ser um ano também difícil. O Brasil vive um quadro de muita convulsão", sinaliza. Como solução, são apontada ainda novas reformas, por exemplo, com a limitação dos gastos públicos em tramitação através de emenda à constituição e a renegociação de dívidas. "A ideia é continuar todas as obras. A maioria é de uma fonte de financiamento que fizemos na hora certa, com juros baixos. Acho que nenhum estado do Brasil tem o volume de obras que Santa Catarina tem", indica.

Saúde, educação e infraestrutura na pauta

Além do enfrentamento da crise, o Hospital São Donato e da Rodovia Deputado Paulino Búrigo (SC-445), a entrevista coletiva foi pautada pela dívida apontada pelo Hospital São José de Criciúma, atualmente, não reconhecida pelo Governo do Estado. Segundo o governador, é preciso o reajuste da tabela SUS e a otimização dos serviços para o equilíbrio da gestão hospitalar. Foram realizados questionamentos também sobre a pavimentação da Serra da Rocinha, investimentos na educação e gestão.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias