Canal Içara

Canal Içara

13 de junho de 2021 - 10:51
Cotidiano » Coronavírus Covid-19
Içara se aproxima de 4 mil aplicações da segunda dose da vacina contra covid
07/05/2021 às 15:12 | Andreia Limas - andreia.limas@canalicara.com
O boletim parcial emitido pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (DIVE/SC) na quarta-feira, dia 5, aponta que 3.891 içarenses já tomaram a segunda dose da vacina contra o coronavírus, aumentando para 44,86% a abrangência entre o público estimado para a atual etapa da campanha de imunização. O número representa 449 pessoas a mais em relação ao levantamento da semana anterior.

Já a ampliação do grupo beneficiado com a primeira dose foi mais significativa, passando de 6.719 para 7.966 entre uma semana e outra, alcançando 1.247 pessoas a mais e chegando a 44,86% do total estimado. A maioria desses novos vacinados – 1.193 – integra o grupo de idosos na faixa etária entre 60 e 64 anos. São contemplados também nesta etapa os profissionais da saúde, idosos institucionalizados e integrantes das forças de segurança e salvamento.

Os números ainda não levam em conta a imunização em pessoas com Síndrome de Down, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com deficiência grave e pessoas com comorbidade e deficiência permanente que estejam na faixa etária dos 50 aos 59 anos, autorizada a partir desta semana.

Mais vacinas

Embora a Dive ainda não tenha divulgado o quantitativo, o município deve receber mais doses da vacina contra a covid nos próximos dias. Isso porque Santa Catarina recebeu uma remessa com 138,9 mil doses produzidas pelo laboratório AstraZeneca/Fiocruz nessa quinta-feira e um novo lote de 55,8 mil da CoronaVac deve chegar ao Estado neste sábado.

Segundo a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, a expectativa é receber um quantitativo maior de vacinas a partir deste mês. “As pessoas com mais de 60 anos e que por algum motivo ainda não se vacinaram devem procurar os locais de vacinação em seus municípios de residência. Precisamos imunizar essa parcela da população rapidamente”, enfatiza.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias