Canal Içara

Canal Içara

28 de outubro de 2020 - 20:41
Cotidiano »
Içara tem 40% das crianças vacinadas em 3 dias
24/08/2006 às 16:01 | Prefeitura de Içara
' Style='margin-left: 15px; margin-bottom:25px;' align=right border=0>
Em apenas três dias de campanha, 40 % das crianças Içarenses já receberam a segunda dose da vacina contra a Paralisia Infantil. Até as 17 horas da última quarta-feira, foram contabilizadas 477 crianças menores de um ano, e ainda 1.440 com idade entre 1 e 4 que já receberam a gotinha da imunização. No total 1917 crianças. A expectativa da Secretaria de Saúde é que 4.848 sejam vacinadas até o final da campanha. Sábado, dia 26 é o dia nacional da campanha. Das 8 às 17 horas, as vacinas serão feitas em todas as unidades de saúde e pontos estratégicos da cidade. Profissionais da Secretaria estarão com barreiras montadas nos bairros Liri e Vila Nova, e ainda, com postos de vacinação ambulantes no Giassi e Moniari Supermercados, no Centro. Os pais não podem esquecer de levar a carteira de vacinação, entretanto, mesmo sem ela, não devem deixar de vacinar as crianças.

A vacina não tem contra-indicação. Portanto, mesmo aquelas crianças que estiverem vomitando, com febre, com diarréia, devem tomar a gotinha. E também não tem efeito colateral. Assim, não existe justificativa para que os pais e responsáveis não levem as crianças menores de 5 anos numa unidade de vacinação mais próxima de sua casa no sábado. Nesta data, de acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica Geberson Dayan Gorges também serão colocadas em dia às vacinas em atraso. Entre as principais estão: Tétano, Dfiteria, Coqueluche, Sarampo, Rubéola, Caxumba e Rotavírus.

O Dia Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil foi criado em 1980, com o objetivo de imunizar toda a população infantil. A ação intensiva para combate à doença já dura 26 anos. O último caso de pólio no Brasil foi registrado em 1989, no município de Souza, na Paraíba. Desde setembro de 1994, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) conferiu o certificado de erradicação do poliovírus selvagem nas Américas.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias