Canal Içara

Canal Içara

28 de outubro de 2020 - 20:38
Cotidiano »
Preparação do Ensino de 9 anos deslancha em SC
29/08/2006 às 09:39 | Difusora AM 910
A Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia está dando a largada no processo de implementação do ensino fundamental de nove anos em Santa Catarina. De 29 de agosto a 12 de setembro, promove sete encontros mesorregionais e um estadual que deverão reunir ao todo 800 dirigentes educacionais para definir as diretrizes e normas do prolongamento dessa faixa de ensino no Estado a partir do próximo ano.

Participam secretários de Educação de todos os municípios, gerentes Regionais de Educação, integradores do ensino fundamental, supervisores de Educação Básica, reitores de universidades, conselhos municipais de educação e diretores de escolas particulares. Os encontros iniciam por Blumenau e Região, no Teatro Carlos Gomes na segunda-feira, das 9 às 17 horas de terça-feira (29).

Além de Blumenau, o seminário reúne as microrregiões de Brusque, Ibirama, Rio do Sul e Ituporanga, totalizando 40 municípios representados. No dia 30 a Mesorregião de Criciúma realiza seu seminário e no dia 31 a de Joinville.

Sob a coordenação da Comissão Estadual para o Prolongamento do Ensino Fundamental, os seminários darão subsídios para a regulamentação pedagógica da mudança pelo Conselho Estadual de Educação, de acordo com o diretor de Educação Básica e Profissional da Secretaria, Juares Thiesen. Uma das tarefas é definir a data do aniversário da criança para o ingresso na primeira série, informa a gerente regional de Educação de Blumenau, Edir Marchetti.

A mudança é determinada pelas lei federais 11.114, de abril de 2005 e 11.272, de 16 de fevereiro de 2006, que tratam respectivamente sobre a matrícula aos seis anos e sobre o prolongamento do ensino. Potencialmente 110 mil crianças de seis anos devem ingressar no ensino fundamental em Santa Catarina por força da lei, sendo 80% absorvidas pelas redes pública municipal e particular e 20% pela rede pública estadual.

No ano passado, 6.500 crianças nessa faixa de idade se matricularam na primeira série da rede estadual e para o próximo ano são aguardadas mais 10 mil. "Esse contingente tem um impacto enorme sobre a educação e requer um esforço conjugado de preparo das escolas", pondera o diretor de Educação Básica e Profissional da Secretaria, Juares Thiesen.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias