Canal Içara

 
17 de agosto de 2022 - 10:44
#Cotidiano #Economia #Política #Segurança #Esportes +Leitor-repórter +Guia Içara
Esportes »
Ciência no futebol: jovem içarense integra equipe nordestina para análise de dados
Douglas Sartor deixou o jornalismo para atuar como analista de desempenho no futebol profissional
05/08/2022 às 08:00 | Especial de Moises de Souza
Augusto Oliveira
Ainda na faculdade de Jornalismo, Douglas Sartor iniciou a trajetória no futebol como assessor de imprensa do Criciúma Esporte Clube. Entretanto, a carreira tomou um novo rumo. Da sala de imprensa, passou para a comissão técnica do time carvoeiro e mais recentemente ao CSA, de Alagoas, onde está em atuação, mas ainda mantém vinculo com Içara, onde segue sua família e também cumpre férias todos os anos.

"Ao final de 2015 o clube passou por um momento de transição na direção, com isso o quadro de colaboradores também modificou e a análise de desempenho havia ficado sem um profissional. Foi quando recebi convite e resolvi aceitar. Nossas salas eram juntas e compartilhava informações, isso facilitou", conta o jovem içarense.

Segundo Douglas, o convite para atuar no clube do Nordeste veio por meio do técnico Argel Fucks, pois já haviam trabalhado juntos no Tigre. "Sou grato a todos os profissionais que trabalhei. Procurei sempre estar em contato com técnicos e profissionais da área, pegando experiências para melhor desenvolver meu trabalho", acrescenta.

"Faço toda análise coletiva e individual de nossos adversários, buscando os padrões defensivo e ofensivo de cada fase do jogo. Isso é passado ao técnico que a partir daí monta sua estratégia de jogo", relata. "Para um melhor conhecimento de nossos jogadores, passamos, por exemplo, detalhes em vídeo aos nossos zagueiros com características do atacante que eles enfrentarão com adversário", conclui.

"A ciência dos dados chegou ao Brasil sob influência da Europa e de outros esportes. Grandes clubes brasileiros já tem um setor específico para as análises, pois são uma importante ferramenta. Não são somente estatísticas. É preciso entender e trazer para a realidade das equipes. Se um time acertou passes, é preciso saber que tipo de passes foram esses e como ajudaram em uma partida dentro do modelo de jogo da equipe...", pontua.
+ Esportes
Participe também com seus comentários

 COBERTURAS ESPECIAIS
últimas notícias

Conheça as marcas que potencializam o crescimento da cidade
Coberturas especiais