Canal Içara

Canal Içara

03 de junho de 2020 - 13:35
Cotidiano » TAC dos médicos
Amrec sugere ação conjunta na saúde
28/06/2013 às 23:57 | Lucas Lemos com informações de Diene Lemos, da Amrec
A dificuldade de cobrar o cumprimento da carga horária de médicos no Programa Estratégia de Saúde da Família continua. E por causa disso, uma demanda de Termos de Ajustamento de Condutas foi desencadeada entre os municípios da Região Carbonífera. Este cenário pautou também a discussão sobre Saúde na Amrec nesta sexta-feira, dia 28. Uma das opções estudadas é a mobilização de todas as cidades para que se instale um salário médio e que a cobrança do ponto seja então efetivada.

“Ocorre que por vários motivos os médicos acabam atuando por quatro ou seis horas, o que desencadeou assinaturas de Termo de Ajuste de Conduta com as Promotorias Públicas da região", explicou a presidente do colegiado e secretária de Saúde de Nova Veneza, Santina Izé Rosa. “Este é o momento de nos ajudarmos para melhorar a situação e ver que norte podemos tomar juntos”, completa.

Para o vice-prefeito de Içara, Sandro Giassi Serafim, o problema precisa ser levado também para a Federação Catarinense dos Municípios. Em paralelo, o prefeito do Balneário Rincão, Décio Góes, sugere a elaboração de uma nota oficial sobre as dificuldades para deputados, governador e a presidente da República. “Isso é muito sério, tem a questão da carga horária, o percentual de cumprimento. Os promotores precisam sentir a dificuldade que temos com a contratação de médicos. E essa dificuldade é nossa”, argumenta também o prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin.

“Com relação ao assunto polêmico sobre a saúde na região, vamos trabalhar em conjunto entre os municípios para dirimir os problemas e encontrar soluções, priorizando a qualidade dos serviços para atender melhor o cidadão”, garante o presidente da Amrec, Lei Alexandre. “Estas reuniões servem para aproximar os municípios e as dificuldades trazidas podem ser resolvidas por meio de debates, que unificam os encaminhamentos a serem efetuados”, sublinha.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias