Canal Içara

Canal Içara

17 de outubro de 2021 - 21:19
Cotidiano »
Dia para lembrar os profissionais do rádio
07/11/2013 às 08:43 | Especial do Jornal Gazeta
O dia amanhece e o som chega aos ouvidos das pessoas com informações e entretenimento. O dia passa e o barulho do rádio permanece, fazendo com que novidades sejam apresentadas. O rádio faz parte da vida de milhares de pessoas que tem por meio dele, uma das fontes para ficar bem informada, através dos noticiários, e também para se distrair com os programas de variedades e musicais. Para que isso possa acontecer, se faz necessário a presença de radialistas, e nessa quinta-feira, dia 7, é o dia proposto a lembrar desses profissionais da comunicação.

Um dos principais nomes do rádio atual na região é o de Antônio Marcos Teixeira, ou simplesmente, Tony Marcos, de 37 anos. Natural do município de Treze de Maio, há três anos reside em Içara e atua na Rádio Difusora, onde comanda o programa Comunidade em Ação, das 9h ao meio dia. Radialista por profissão há 20 anos, Tony conta que sua paixão pelo rádio surgiu aos 13 anos de idade, quando começou a apresentar o programa Ave Maria, na Rádio Santa Catarina, em Tubarão.

“Sempre fui envolvido na igreja, quando fui para o seminário, apresentei um programa também ligado à igreja católica pela Rádio Tubá. A partir de então, começou toda esta paixão, pois amo o que faço”, destaca o profissional, que aos finais de semana narra jogos de futebol amador. O radialista ainda atuou como discotecário na Rádio Tubá, seguiu como sonoplasta e apresentou um programa musical aos finais de semana.

“Depois fui para a Rádio Tabajara para trabalhar no plantão esportivo. Na época detestava futebol, mas como gostava de rádio, agarrei a oportunidade e hoje sou apaixonado pelo esporte, tanto que foi por meio dele que consegui uma vaga na Rádio Hulha Negra de Criciúma, em 2002. No final de 2003, voltei para Tubarão e fui coordenar a programação e jornalismo da Rádio Bandeirantes, onde fiquei até 2008, quando fui convidado para voltar para a região de Criciúma e hoje estou muito feliz na Rádio Difusora”, enfatizou.

Tony Marcos também comentou que Içara é uma cidade apaixonada pelo rádio. “É impressionante como Içara ama o Rádio, como as pessoas gostam de você, ligam pra você, te colocam como alguém da família. Adoro este povo”, declarou ele, que se diz caseiro e que sai apenas para ir às missas e visitar a família em Tubarão: “Os vizinhos reclamam que não me veem na rua”, fala entre sorrisos.

Do longo período junto da “latinha” (microfone), vários momentos ficarão eternizados na memória do locutor, que recorda, por exemplo, de um acidente ocorrido em 2002, quando fazia a Unidade Móvel pela rádio Hulha Negra. “Tratava-se de uma colisão frontal entre dois caminhões, onde morreram os dois motoristas. Num dos caminhões estava o filho de um dos condutores e quando cheguei ao hospital, para ver o seu estado de saúde, me indagou sobre seu pai. O garoto estava desesperado, e eu fiquei nervoso, com aquele nó na garganta e fiquei mudo, branco, sem saber o que responder”, recorda ele.

Além dos momentos emocionantes, há também os famosos micos, e um deles aconteceu quando realizava a cobertura de um jogo de futebol na cidade de Tubarão. “Fui entrevistar um torcedor para saber sobre a partida e quando fui ouvir a resposta, pasmem, o homem era mudo. Que desespero, e o pior, ele tentou argumentar e não saiu uma palavra sequer”, conta achando engraçado a situação.

Na Rádio Difusora, o furo aconteceu ao chamar a participação de um supermercado patrocinador do programa. “Sem querer troquei o nome do estabelecimento e o gerente me chamou a atenção para corrigir. Naquele instante eu queira sumir”, contou.

Com curso superior incompleto na área de filosofia, Tony Marcos diz que após todas as histórias emocionantes que já lhe fizeram refletir e também tudo o que lhe fez rir nesses anos no rádio, hoje somente pensa em crescer profissionalmente. “Espero crescer na empresa que estou hoje e posso garantir que sou feliz com as funções que exerço. Amo minha profissão e hoje não saberia realizar outro tipo de trabalho”, finaliza.

DIA DO RADIALISTA - O dia 7 de novembro é oficialmente considerado como Dia do Radialista devido à Lei Nacional de número 11.327, de 24 de julho de 2006, assinada pelo então presidente da República Federativa do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva. Foi escolhido o dia 7 de novembro, por ser a data natalícia do músico e radialista Ary Barroso.

+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias