Canal Içara

Canal Içara

22 de outubro de 2019 - 19:28
Cotidiano » Mais Médicos
Içara cadastra 16 vagas no Mais Médicos
24/07/2013 às 09:31 | Lucas Lemos com informações do Ministério da Saúde
Içara está cadastrada no Programa Mais Médicos e aguarda o ingresso de 16 profissionais pelo processo seletivo do Governo Federal. O número compreende o quadro atualmente já preenchido na cidade, contudo, com perspectiva de renovação. "Os desligamentos são esperados em consequência do cumprimento de horário", aponta o secretário municipal de Saúde, Lauro Nogueira. A necessidade de ficar 8h diárias nos postos foi alertada numa reunião na última semana.

Conforme o Ministério da Saúde, o Programa Mais Médicos registrou 1.874 municípios inscritos até segunda-feira, dia 22. O número equivale a 33% do país. As inscrições das cidades seguem abertas até 25 de julho. A prioridade será para municípios e regiões metropolitanas com alta vulnerabilidade social ou Distritos Sanitários Especiais Indígenas. Já o cadastro dos médicos ficará aberto até o dia 28.

Os profissionais que atuarão no programa receberão R$ 10 mil, terão ajuda de custo e farão especialização em atenção básica durante três anos. Os municípios ficarão responsáveis pela moradia e alimentação, além de ter de acessar recursos do ministério para construção, reforma e ampliação das unidades básicas. A prioridade nas vagas será de médicos brasileiros. Somente as que não forem preenchidas serão oferecidas aos estrangeiros.

“O Mais Médicos vai ajudar a fortalecer a atenção básica, que é capaz de resolver 80% dos problemas de saúde sem a necessidade de recorrer a um hospital. E o que faz diferença no atendimento à população é o médico presente na unidade básica de saúde perto de casa”, esclarece o ministro Alexandre Padilha. O programa terá R$ 5,5 bilhões usados na construção, reforma e ampliação de unidades básicas e UPAs, além de R$ 2 bilhões para 14 hospitais universitários. A meta é criar também 11,5 mil novas vagas de Medicina, 12 mil de residência em todo o país e aprimorar a formação médica no Brasil com a inclusão de um ciclo de dois anos da graduação diretamente no Sistema Único de Saúde.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas