Canal Içara

Canal Içara

17 de outubro de 2019 - 02:22
Cotidiano » Memórias
Morte de Padre Bernardo completa seis anos
08/06/2007 às 12:00 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A morte do Padre Bernardo Junkes, ex-pároco de Içara, completou seis anos, na última semana. Junkes faleceu devido a um Acidente Vascular Cerebral (AVC), em um domingo, dia 3 de junho de 2001, em sua residência, despedindo-se dos içarenses, mas deixando muito de sua obra religiosa na cidade.

Em 2000, Junkes recebeu suas últimas homenagens em vida. Em dezembro completou 50 anos de servidão a Deus, comemorados junto ao aniversário de 10 anos de sacerdócio do então pároco do município, Pe. Oscar Paulo Pietsch. Na época, já acamado devido a um AVC,

Junkes foi o responsável pela construção da antiga Igreja Matriz São Donato, no mesmo local onde encontra-se a nova igreja, tento ele mesmo, desenhado o modelo em que o prédio viria a ser construído. A preservação da antiga igreja e atual Casa da Cultura, que tem o mesmo nome que o pároco, em sua homenagem, também foi uma das lutas do padre, que impediu que o prédio fosse demolido. Seus textos, fotos, objetos e lembranças estão na torre direita da Casa da Cultura, no centro de Içara.

Sua carreira religiosa iniciou aos 15 anos, quando saiu de casa para iniciar os seus estudos. Em 1938 foi para o Seminário Menor Metropolitano em Brusque. Em 1944 iniciou o curso de filosofia, na atual Unisinos, em São Leopoldo (RS). Conforme sua autobiografia, de duas páginas escritas com uma máquina de escrever, Junkes, natural de Forquilhinha, conta sobre os seus 18 anos de estudos para se tornar padre. Em 1950, terminou o curso de Teologia, mesmo ano em que na cidade de Nova Veneza assumiu o seu compromisso de sacerdócio com Deus. “Ordenado Padre, comecei em janeiro de 1951 minha vida pastoral, na Paróquia de São João Evangelista, de Biguaçu, quando esta ainda englobava as paróquias e os municípios de Antonio Carlos e Governador Celso Ramos”, destaca um trecho do texto em que ele descreve a sua vida.

Quanto Junkes assumiu a paróquia, em 29 de janeiro de 1956, em substituição ao então Padre Boleslau Smielewski, havia no município, somente 30 casas. Em 1990, tornou-se Vigário Paroquial, deixando em seu lugar Pe. Silvestre Philippi, que ficou doente e deixou a Paróquia novamente sobre o comando de Junkes. No mesmo ano, Pe. Vanderlei Tezza esteve presente em Içara para auxilia-lo, até que, em 2001, Pe. Oscar Paulo Pietsch assumiu a Paróquia São Donato.

Durante os 34 anos em que esteve frente à Paróquia São Donato, de 1956 a 1990, Junkes fez 6,545 mil casamentos e batizou 26,955 mil crianças, número que se comparado à atual população içarense, corresponde a um pouco menos da metade da população do município. “Freqüentávamos todos os domingos o culto, e mais tarde a Santa Missa, em Forquilhinha, apesar a distância de seis quilômetros da igreja até minha casa”, revela um outro trecho de sua autobiografia, onde mostra que desde criança já tinha uma base religiosa muito forte, que levou durante os seus 79 anos de vida.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas