Canal Içara

Canal Içara

28 de fevereiro de 2021 - 11:19
Cotidiano »
Simone Cândido: Habilitados, o teste positivo para adoção
20/02/2021 às 09:46 | Simone Luiz Cândido
Uma das primeiras etapas de um processo de adoção de crianças ou adolescentes é a decisão. Sejam pessoas solteiras ou casais. A ideia de adotar vai sendo amadurecida com o tempo. Ao longo dos oito anos em que participo do GEAAI IÇARA Grupo de apoio à adoção tenho acompanhado e orientado muitas pessoas através das redes sociais.

Algumas decidem pela adoção, outras desistem, pois, percebem que não era como realmente achavam que fosse ou até mesmo não sentem que devem adotar.

Existem várias etapas após a decisão, a ida até o fórum da comarca onde se reside ou o contato via telefone. Em algumas comarcas tem filas de espera para fazer o curso de pretendentes à adoção. Na comarca de Içara geralmente a assistente social anota os nomes e quando se forma uma turma é comunicado a data do curso de pretendentes.

Em virtude da pandemia os cursos não estão sendo feitos presidenciais nas comarcas. O tribunal de justiça através da academia judicial está realizando cursos online através de uma forma aonde os pretendentes são inscritos e posteriormente cumprindo todas as etapas e atividades do curso concluem e recebem o certificado.

Ano passado ocorreu o curso piloto, esse ano as pessoas que indicaram os nomes para o curso foram indicadas pela assistente social da Comarca de Içara SC Raquel da Silva Horner. A segunda etapa será enviar nomes, dados pessoais como cpf , e-mail para a academia judicial para entrarem em contato através do e-mail.

Nesse período se desfaz alguns tipos de ideias referentes à adoção. O sonho de adotar bebês rapidamente é algo praticamente impossível. Mesmo assim se o pretendente tem esse sonho a ninguém cabe julgamentos. Apenas terá que adaptar-se à realidade da espera por alguns anos.

Após a conclusão do curso muitos mudam seu perfil para crianças maiores, abrem um leque um pouco mais amplo vendo a realidade das crianças disponíveis.

Costumo dizer que o perfil da criança ou adolescente deve caber no coração dos pretendentes. Não adianta colocar um perfil de crianças maiores somente para não demorar muito tempo se depois não vai sentir que era esse o desejo do coração.

Realizado o curso, os pretendentes organizam a documentação que são:
1) Cópias autenticadas: da Certidão de nascimento ou casamento, ou declaração relativa ao período de união estável;
2) Cópias da Cédula de identidade e da Inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);
3) Comprovante de renda e de residência;
4) Atestados de sanidade física e mental;
5) Certidão negativa de distribuição cível;
6) Certidão de antecedentes criminais.


Além disso tem a avaliação psicológica, e a visita domiciliar onde a assistente social irá visitar a residência dos pretendentes visando o bem estar da criança ou adolescente.

Analisada toda documentação, estudo social, entrevistas psicológicas será dada a sentença positiva estando assim habilitados para adotarem uma ou mais crianças ou adolescentes. Ou grupo de irmãos.

A habilitação é um grande motivo de comemoração ali nasce um resultado positivo, não é igual ao teste de gravidez que se sabe a data provável para acontecer, mas a esperança se renova na certeza de que um dia chegará ou chegarão seus filhos.

Depois da fase da habilitação vem as angústias que podem ser sanadas com ajuda de outras pessoas que já tiveram a experiência da adoção. Não existe receita certa para adoção, cada filho que chega é diferente do outro. O bebê vem sem muita história, crianças maiores trazem consigo suas dores pois se estivessem bem na família de origem não teriam sido destituídas para serem adotadas. A adoção é o último recurso antes dessa decisão do juiz é visto a família extensa esgotadas todas as possibilidades aí sim se pensam em adoção.

Cabe aos pretendentes acalmarem seus corações para que quando vier sua vez de adotar sintam-se bem e assim seus filhos possam ser amados como realmente merecem. Lugar de criança ou adolescente é onde existe amor. Quem deseja adotar pode entrar em contato com a assistente social no fórum de Içara pelo telefone e/ou WhatsApp: 3403-5504.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias