Canal Içara

Canal Içara

21 de outubro de 2018 - 19:18
Economia »
Comércio informal implica riscos aos consumidores
09/10/2018 às 16:01 | Redação | com a colaboração de Giovane Marcelino, da Prefeitura de Içara
O mercado informal apresenta preços atrativos, mas implica riscos para os consumidores. Além da falsificação, podem ocorrer vários problemas e não existe um fornecedor responsável facilmente identificável. “Não há o fornecimento de nota fiscal nem garantia, o que dificulta reclamar junto aos órgãos de defesa do consumidor”, alerta a diretora executiva do Procon de Içara, Karoline Calegari. Devido a proximidade do Dia das Crianças, a orientação é também retirar o brinquedo da embalagem para verificar o conteúdo antes de entregar o presente.

“Os brinquedos devem apresentar informações instrutivas. Os pais podem dar preferência aos brinquedos educativos, que estimulem a inteligência, o raciocínio, e a socialização da criança”, recomenda. O Código de Proteção e Defesa do Consumidor (CDC) assegura uma garantia de 90 dias para produtos duráveis. O consumidor, antes de fechar a compra, pode e deve realizar pesquisa de preços e verificar se o fornecedor oferece garantias maiores por meio de um documento escrito como o Termo de Garantia.

É preciso também analisar a faixa etária; o fabricante; instruções de uso; montagem e a existência do selo de segurança Inmetro que indica se o produto foi fabricado e comercializado de acordo com as normas técnicas em vigor. “Se for efetuado pagamento com o cartão de crédito, deve-se lembrar que não existe valor mínimo para a compra. Para o crediário, é preciso saber o juro mensal, encargos por atraso e outros acréscimos previstos, bem como o preço à vista e o total a prazo”, pontua.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas