Canal Içara

Canal Içara

28 de fevereiro de 2021 - 11:02
Cotidiano »
André Eleutério: reflexões sobre um ogro e o Sermão do Monte
21/02/2021 às 11:59 | André Eleutério
Certa noite eu tive um sonho em que Deus simplesmente me pedia para escrever sobre o ogro. Na manhã seguinte acordei sem entender muito bem sobre esse pedido, mas fui procurar o que significava a palavra ogro. Pois até então o único ogro que eu conhecia era o Shrek do filme infantil.

Mas o significado da palavra ogro mostrou que eu tinha muitas coisas em comum com um ogro. Entre o eu em Cristo, e o eu em Adão. Entre a minha natureza caída e a vida em que Jesus me chama para viver. O significado da palavra ogro: é um monstro lendário que se alimenta de carne humana (carnal). Essa palavra vem do latim ORCUS, que significa inferno. Sendo grosseiro e mal educado, rude, indelicado.

Não sei quanto a você, mas eu me identifiquei muito com esses tipos de atitudes, principalmente dentro de minha própria casa. E aqui não estou levando em conta o grau em que me encontro dentro de uma escala de zero a 10 nos atributos negativos do ogro que se refletem em minha vida.

Pois a questão é de não negar a existência desses atributos negativos em nosso viver. Mas sim, em assumirmos que somos mestres em dar a nossa pior versão para os que estão dentro de nossas casas. E quando isso acontece, gera um conflito dentro de mim, pois assim como o apóstolo Paulo, o que desejo fazer muitas vezes eu não faço, mas o que não desejo fazer, muitas vezes faço facinho facinho.

No filme do ogro, Shrek também vive uma crise interna entre sua natureza e como ele deseja ser. Após entender o significado da palavra ogro, Deus me pediu para escrever sobre, baseando-me no sermão do monte. Também a princípio não entendi muito bem. Então fui estudar o sermão do monte. Fui confrontado e levado a fazer um contraste entre a minha vida, no homem caído, nas coisas carnais, e todas as coisa que me puxam para a condenação ao inferno me afastando de Deus, e todo o reflexo de Adão em mim.

O sermão do monte nos mostra como a maioria das pessoas, e me incluo nessa situação, que vivemos na superficialidade das questões espirituais. O que não ajuda em nada a sermos quem Deus quer que sejamos. O sermão do monte vem como norte para nos direcionar e nos instruir no que tange ao que cada cristão pode se tornar quando entende que ao entregarmos a direção da nossa vida ao Espírito Santo, Ele vai nos tornar, e nos moldar o cristão que aos olhos do mundo seria impossível.

E isso só acontece quando entendemos que somos totalmente dependentes da ação do Espírito Santo sobre as nossas vidas. O sermão do monte é um caminho a ser trilhado. E cada passo é importante, não dá para pular os processos, pois cada passo dado, nos leva a um próximo nível em Deus, nos reposicionando no projeto inicial de Deus.

A Bíblia é nosso manual, mas não devemos lê-la de forma mecânica. A própria Bíblia nos recomenda que devemos meditar nela e não somente ler como um livro qualquer. No sermão do monte entendemos que sem a ajuda do alto é impossível aplicar seus ensinamentos. Expõe e explica a lei, mas a eleva a um nível mais elevado.

Esse nível, é viver no reino de Deus, que ainda não foi instaurado na terra, mas já está ativo na vida de quem já entregou a direção do seu coração a Cristo Jesus. E Cristo Jesus reinando em nossos corações, o reino de Deus já se faz presente na terra.
À medida que praticamos os ensinamentos do sermão do monte, sob a direção do Espírito Santo, mais haveremos de experimentaras as bênçãos de Deus sobre as nossas vidas. A prática desses ensinamentos nos tornam cristãos mais autênticos, que não quer dizer perfeitos mas saudáveis e equilibrados em todas as áreas de nossas vidas.

E isso também traz reflexos positivos para dentro de nossas casas, pois conseguimos ver com clareza quem somos de verdade e como devemos agir em nosso principal ministério que é o nosso lar, nossa família. E assim entendemos o significado de viver a vida e vida em abundância em Cristo Jesus. Além de nos transformar, o reflexo dessas práticas fazem com que aconteçam duas coisas as pessoas que estão a nossa volta. Uma é repelir as pessoas no sentido de condenação, e ao mesmo tempo os atrai para a salvação em Cristo Jesus.

No sermão do monte há uma ordem e uma sequência lógica espirituais, que nos mostra que pedir a uma pessoa não convertida que ela deve por em prática os preceitos do sermão do monte é um erro. O sermão do monte é para quem já é crente e está entendendo a necessidade de praticar os ensinamentos deixados por Jesus para que nos tornemos crentes autênticos e saudáveis. Enquanto meditamos no sermão do monte somos moldados pelo Espírito Santo, e ao nos dispormos a praticar os seus ensinamentos o nosso caráter cristão é forjado.

Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, 8 Não endureçais os vossos corações, como na provocação, no dia da tentação no deserto.” Permita-se ser transformado agro. Hebreus 3:7
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias