Canal Içara

Canal Içara

31 de março de 2020 - 13:25
Cotidiano »
Carta aos professores para o início do ano letivo
15/02/2020 às 05:25 | Simone Luiz Cândido
Hoje comecei o ano letivo, Tive medo de ficar na escola. Ainda sou pequeno. A mamãe tentou disfarçar sua aflição, mas as lágrimas rolaram em seu rosto. Mamãe tentou esconder de mim, mas foi tudo em vão. Eu a vi secando seu rosto. Ela deixou-me, pois precisa trabalhar e eu preciso aprender muitas coisas que ainda não sei.

Mamãe me disse que você e suas colegas cuidarão de mim com muito carinho. Confesso que ficar longe da mamãe foi um pouco difícil, mas cheguei aqui na escola e senti teu colo quentinho. Colocasse-me na nova sala e conheci meus novos coleguinhas.

Alguns choram muito, outros apenas se despedem de suas mães com tranquilidade. Eu não chorei, pois senti teu amor querida professora. Mamãe me disse que meus amigos logo acostumarão.

Olhei os brinquedos na nossa linda sala, as paredes decoradas com tanto amor. Nossos personagens preferidos estão por toda sala. Sinto o aconchego na nova sala. Sei que você veio uma semana antes para que pudesse ficar impecável.

Nosso lanche, com muito carinho, as merendeiras estão preparando. Nós vamos acostumando com a nova escola e assim uma família formaremos. Professora eu sei que você e toda equipe da escola farão o melhor para cada um de nós.

Mamãe me disse que já não chora quando me deixa para ir trabalhar eu me sinto seguro com tanto afeto que vocês me dão. Mamãe vai para o trabalho feliz sabendo que você e a equipe da escola cuidarão de mim com muita dedicação. Sinto-me feliz amo brincar com meus novos amiguinhos Sei que todos os dias seremos recebidos com muito amor.

Recebi todo amor necessário para meu aprendizado, hoje me sinto feliz já sou independente ando pela escola tranquilamente conheço cada cantinho já sei por onde andar se quero teu abraço quentinho é só te procurar. Busquei as flores mais lindas que havia no Jardim da mamãe, junto com meus desenhos te dou de bom coração.

Professora querida você me trata com tanto amor levarei para sempre comigo tudo o que você me ensinou. Cheguei usando fraldas, aprendendo a me alimentar, perdi alguns dentes, a fralda já parei de usar. Meus dentinhos você incentivou a escovar. Foram tantas lindas vivências difíceis de enumerar, serei eternamente grato por toda minha vida hei de te levar.
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias