Canal Içara

Canal Içara

16 de julho de 2019 - 21:40
Cotidiano »
Crônica: Carta para mamães que conheceram o lindo caminho da adoção
22/02/2019 às 07:19 | Simone Luiz Cândido
Mamãe você pensou em sua vida e percebeu que seria o momento de te tornares mãe. Foram muitas tentativas sem sucesso algum. Foram tantos exames betas, HCG negativos e a cada exame você apenas dizia: “Senhor, se for positivo te agradeço. Se for negativo que meu coração seja acalentado”.

Muitas amigas suas tiveram seus filhos facilmente e você mamãe chorava minha falta em teu lar. Cuidavas de teus sobrinhos e afilhados com muito amor, mas no fim do dia iam embora e, mesmo que ficassem algumas noites contigo, ainda assim sentias minha falta.

Até que um dia conhecestes pessoas que tinham anjos em suas casas. Sim anjos que o bom Deus os entregou. Alguns chegaram muito pequenos com poucos dias de vida, outros um pouco maiores. Aos poucos mamãe, você foi pensando em mim, imaginando como eu seria.

Teu coração foi tocado pelo amor incondicional. Resolvesse me amar tendo a certeza de que Deus já teria me preparado em algum lugar. Mamãe, para você não importava mais a cor dos meus cabelos, a cor da minha pele, se eu me pareceria contigo, que idade eu teria se eu era um bebê ou uma criança um pouco maior, apenas decidiu que eu seria teu filho.

Resolvestes então trilhar os caminhos da adoção legal. Fostes à comarca onde resides e lá fizestes cadastro para minha grande chegada em tua vida. Processo realizado com sucesso, estava habilitada para minha chegada. O tempo de espera te deixou triste e angustiada, mas sempre que vinha a notícia de uma nova chegada de algum amiguinho meu você se alegrava e renovava a esperança.

Teu coração batia mais forte pensando como seria quando eu chegasse. Nas tuas orações pedia que Deus cuidasse de mim, pois não sabia onde eu estava, se estaria sendo gestado ou em algum outro lugar. Pedia por mim, para que chegasse a tua vida. Enviava todo teu amor.

Demorei um pouco sim, mas foi para que você preparasse teu coração para o grande dia. Senti tua falta o tempo que passei longe de ti. Deus tinha esse lindo plano para nós. Até que um dia recebestes um telefonema falando que eu havia chegado, se gostaria de me conhecer. E logo dissestes que sim.

Nessa noite nem dormisse direito, ansiosa para me conhecer. Foi um misto de choro e alegria, coração batendo forte. Emoção nunca sentida antes em tua vida. Cheguei a tua vida, te tornei mãe, estou feliz com nosso encontro. A vida mudou meu caminho para caminhar ao teu lado. Não importa onde eu nasci, como fui gestado e se já sofri.

Agora mamãe, tenho você para me amar e me mostrar coisas lindas da vida. Somos felizes e realizados. Te amo mamãe.

Com amor teu filho (a).
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas