Canal Içara

Canal Içara

20 de agosto de 2019 - 02:17
Cotidiano »
Crônica para um amigo, Solon Eduardo Lopes
18/05/2019 às 11:37 | Simone Luiz Cândido
Solon Eduardo Lopes completa mais um ano de vida neste sábado, dia 18. Nos conhecemos em 1992. Lembro-me bem desse dia. Era sábado a tarde. Éramos ainda bem jovens.

Em 1994 trabalhamos juntos, conversamos todos os dias, riamos de fatos engraçados, contávamos histórias, fazíamos planos para o futuro. Alguns desses planos infelizmente ficaram para trás. Outros se realizaram.

Passamos alguns anos sem mantermos o contato, por mudança do número de telefone, até que um belo dia eis que encontro o Solon e a Keiser no centro de Criciúma. Trocamos nossos telefones para nunca mais perdermos o contato.

Tivemos momentos de dores e aflições, muitos deles compartilhados mesmo que distante. Alguns dias nos uniram em preces por amigos especiais. Acompanhávamos o tratamento desejando que ficassem bem.

Nem sempre a vontade de Deus coincide com a nossa. Choramos as dores da partida. Mesmo sabendo que a vida continua, o nosso humano precisa chorar. Dividimos nossas dores e nos incentivamos a ficarmos bem.

Já perdi as contas de quantos links de músicas trocamos e voltamos ao passado através delas, às vezes rimos, outras matamos a saudade de um tempo especial que vivemos. Música é vida, é trazer para o momento sentimentos que sentimos outrora.

Continuamos ouvindo as mesmas músicas e há ano atrás chegamos ao veredicto que na música UNIFORMES, do Kid Abelha, o mundo é muito SIMPLES e não SURDO como sempre cantávamos.

Essa música, UNIFORMES, faz parte da trilha que ouvimos. Ouvindo essa bela canção lembramo-nos de que somos eternos e um dia a gente vai se encontrar com aqueles que partiram antes de nós.

Temos certeza de que todos que passam por nós têm algum motivo de ser. Nada é por acaso. A vida nos liga por alguns momentos ou por uma vida inteira e nosso caso. Já são 27 anos de amizade contigo e a Keiser.

Tenho tanto para dizer de ti querido amigo que nem consigo descrever. Os dias de tristezas em que dissemos que iriam passar. Só para o ensaio de hoje não vamos ficar tristes. Aquele amigo que não nos deixa experimentar a solidão, está sempre pronto para nos ouvir mesmo em dias que estamos chatos.

Reconhecermos nossas chatices, dizer eu sou chata, mas sou tua amiga, ser presente mesmo há quilômetros de distância. Felizmente a Internet nos aproxima muito. Meu querido amigo, te desejo muitas coisas maravilhosas em tua vida. Que teu aniversário seja um dia regado de afeto, esse não pode e não deve faltar.

Desejo que sintas todas as boas vibrações emanadas daqueles que estão no plano espiritual. Sabe que tens muitos por lá. Especialmente alguns têm certeza que hoje se unem em preces por ti, para que possas atravessar as barreiras da vida com muita maestria.

Que possamos ainda ouvir muitas músicas boas, contar muitas histórias, vermos muitas mudanças, em cada um de nós. Parabéns meu amigo querido pelo teu dia.
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas