Canal Içara

Canal Içara

23 de outubro de 2019 - 22:03
Cotidiano » Projeto Amadas
Doenças psicológicas também são reais
31/03/2016 às 12:30 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Embora seja cada vez maior o índice de pessoas diagnosticadas com doenças psicológicas, este ainda é um assunto que muitos não sabem como lidar. E a incompreensão, infelizmente, é comum. Ao contrário do que muita gente pensa, não são dificuldades inventadas ou imaginadas. Frases do tipo Isso pra mim é frescura, È falta de vergonha, Está assim por que quer ou então psicólogo e psiquiatra são pra loucos são argumentos de quem desconhece os transtornos. Uma das queixas comuns de quem procura ajuda profissional é a incompreensão da família, amigos e colegas de profissão.

“Para um melhor entendimento pode-se comparar uma doença psicológica a uma doença biológica, por exemplo, a diabetes. Poderíamos evidenciar como consistente o fato de que diabetes é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia) e por isso exige um tratamento, restrições alimentares e mudanças de hábitos e, na maioria das vezes, medicamentos. Da mesma forma doenças psicológicas provocam alterações em neurotransmissores e exercem influencia sobre o comportamento, reações e sentimentos das pessoas”, enaltece a coordenadora do projeto Amadas, Thais Villas Boas.

Isso não significa que tudo seja doença psicológica. “É normal que no decorrer da vida tenhamos desapontamentos, frustrações, períodos alternados entre tristeza e alegria .A grande questão é quando os sintomas comprometem a qualidade de vida, o relacionamento consigo e o convívio interpessoal”, alerta. “É comum as pessoas resistirem a ajuda por conta da falta de informação e do preconceito. Porém, isso não resolve em nada e pode comprometer ainda mais o segmento normal da vida. “O sofrimento psicológico é algo sério e seus sintomas são problemas que podem ser revertidos ou efetivamente controlados. O preconceito não pode ajudar ninguém, mas o tratamento sim!”, pontua.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas