Canal Içara

Canal Içara

21 de abril de 2019 - 23:29
Cotidiano »
Estudo relaciona uso de redes sociais a desordens comportamentais
15/01/2019 às 10:48 | Especial de Jonas Valente, da Agência Brasil
A lógica de recompensas por sites e aplicativos dificulta a tomada de decisões e estimula atitudes de retorno contínuo ao uso do sistema, assim como no caso de outras desordens ou de consumo de substâncias tóxicas. A comparação do efeito das redes sociais, mais especificamente o Facebook, faz parte do estudo de pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos (EUA).

Os estudos sustentam um paralelo entre usuários com grande tempo dispendido em redes sociais “e indivíduos com uso de substâncias [drogas] e desordens decorrentes do vício”. O excesso de redes sociais afetaria a capacidade de julgamento das pessoas no momento de escolhas mais benéficas. O estudo aplicou uma escala utilizada para medir níveis de vício no Facebook, problemas na tomada de decisões e propensão a depressão.

Ao todo, 71 pessoas em uma universidade alemã foram analisadas no estudo. A amostra é importante para cuidados no momento de generalizar os resultados para o conjunto da sociedade, mas não inviabiliza as conclusões importantes da análise. O Facebook é utilizado por aproximadamente 2,5 bilhões de pessoas no mundo, sendo a maior rede social do planeta. A empresa ainda controla outros sites de aplicativos semelhantes no topo do ranking desse mercado, como Whatsapp, Instagram e Facebook Messenger.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas