Canal Içara

Canal Içara

22 de setembro de 2020 - 11:25
Cotidiano »
Júlia Helena: Três dicas para exercícios na obesidade
17/07/2020 às 07:27 | Júlia Helena Lima
A prática regular de exercícios físicos, associada com uma alimentação adequada e o uso cuidadoso de medicações são os pilares do tratamento da Obesidade. No entanto, em relação aos benefícios do exercício físico, alguns detalhes podem fazer muita diferença no momento da prática da atividade escolhida. Vamos conhecer três dicas importantes e que pode favorecer na perda de peso.

1) A IMPORTÂNCIA DA DURAÇÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO.
Está bem estabelecido que o exercício físico aeróbico cíclico (corrida, ciclismo, natação, caminhadas rápidas), com uma duração entre 150 a 250 minutos por semana, é suficiente para prevenir o ganho de peso em adultos. Já em relação a perda de peso, ela ficou entre 2 e 3 kg/mës naqueles indivíduos que praticaram 150 a 250 minutos por semana de exercício, e de 5 a 6 kg para aqueles que praticaram 225 a 420 minutos. Os indivíduos que praticaram menos de 150 minutos por semana apresentaram perda de peso mínima, não significativa, quando comparados aos indivíduos sedentários sob dieta hipocalórica. A quantidade “ideal” de exercício físico adequada para prevenção de reganho de peso após a perda inicial fica a regra prática “mais é melhor”.

2) A IMPORTÂNCIA DA INTENSIDADE DO EXERCÍCIO FÍSICO.
A intensidade do exercício parece ser outro fator muito importante. Estudos recentes com o “exercício intervalado de alta intensidade” têm apresentado excelentes resultados, com melhora no condicionamento físico e maior perda de gordura corporal em relação ao modo convencional. Esse método consiste em praticar o exercício físico alternando períodos de alta intensidade (VO2 = 85/90 %) interpostos com períodos de recuperação, durante os quais o exercício é praticado em menor intensidade (45 a 50 % da VO2). Por exemplo, correr rápido por 1 minuto e, em seguida, andar por 1 minuto, repetindo esses ciclos várias vezes. A premissa de usar esse modo de prática de exercícios é que, embora os episódios de atividade vigorosa exijam maiores adaptações do organismo, devido à sua curta duração e aos intervalos de recuperação que se seguem, mesmo os indivíduos não treinados consigam realiza-lo.

3) OS MELHORES RESULTADOS SÃO OBTIDOS COM A COMBINAÇÃO ENTRE EXERCÍCIO FÍSICO AERÓBICO E RESISTIDO.
Embora no curto prazo os exercícios aeróbicos estejam mais associados com a diminuição do peso corporal, no médio e no longo prazo os exercícios resistidos, por exemplo, a musculação, são imprescindíveis para a perda de peso, pois contribuem para a preservação da massa muscular, o que aumenta o metabolismo basal, ou seja o gasto de energia pelo corpo.

CONCLUSÕES: Pequenos detalhes podem fazer grandes diferenças em relação aos resultados obtidos com a prática de exercício físico no tratamento da obesidade. Portanto, ao praticar exercícios valorize a duração, a intensidade e a prática de exercícios resistidos
*Júlia Helena Lima é formada em Educação Física, com pós em Obesidade e Emagrecimento, é acadêmica de Medicina, sócia-idealizadora da Evolua CrossTraining, coordenadora do Projeto Saúde Urbana, empresária e palestrante.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias