Canal Içara

Canal Içara

09 de dezembro de 2019 - 19:41
Cotidiano » Mina 101
Mina 101: MPF pede suspensão da lavra
19/12/2011 às 22:25 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A lavra deverá ser suspensa até que a Carbonífera Rio Deserto prove que o secamento de poços na região de Santa Cruz não ocorreu por causa das atividades no subsolo. Ao menos esta é a recomendação do Procurador Federal Darlan Airton Dias para a Fatma e Departamento Nacional de Produção Mineral. A manifestação foi assinada pelo integrante do Ministério Público Federal nesta segunda-feira, dia 19.

Conteúdo relacionado:
Especiais » Veja mais notícias sobre a Mina 101
24/11/2011 » Famílias registrarão recursos hídricos


A verificação relatada em audiência é de um fenômeno atípico simultâneo a infiltração no interior da mina. A queda de água chegou a ser comparada com uma cachoeira. Logo, motivou o uso do princípio da precaução. "Considerando que a dúvida quanto a causa do secamento dos poços deve militar em favor do meio ambiente e da comunidade, pois se, posteriormente, for confirmada que a causa é da mina a perda das águas será irreparável", consta no relatório.

A recomendação resultou da vistoria de 13 poços na região agrícola de Içara e da visita nas galerias de carvão. A empresa participou com a engenheira química Rosimeri Venâncio Redivo, o geólogo Antônio Jornada Krebs e Marcos Imério Leão. O MPF indicou o geólogo Sidnei Luiz da Cruz Zomer. O Movimento Içarense pela Vida foi representado por Antônio Matiola. Já a Fundação Municipal do Meio Ambiente participou com o geólogo Gelson Rigo.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas