Canal Içara

Canal Içara

05 de julho de 2020 - 03:47
Cotidiano »
“Não podemos ficar indiferentes aos caídos e deixados pelo caminho”, afirma bispo
26/02/2020 às 09:12 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Com o fim do Carnaval, os católicos iniciam a quaresma e, nesta preparação para a Páscoa, a realizam Campanha da Fraternidade, em 2020, com o tema ‘Fraternidade e vida: dom e compromisso’. A escolha remete à figura de Irmã Dulce, que será canonizada no próximo mês de outubro, e aparece como personagem do cartaz com o lema "Viu, sentiu compaixão e cuidou dele" (Lc 10.33-34).

“O apelo de Jesus sempre e por toda vida é o mesmo, pois sempre é tempo para nos convertermo-nos à Boa Nova. Às vezes, o mundo velho com seus vícios e escravidões, não nos permite ver, acolher e testemunhar a verdadeira vida que está no seguimento de Jesus.
Não podemos ficar indiferentes aos caídos e deixados pelo caminho, sem força, sem ânimo, sem luz e esperança, quase mortos. Esses nossos irmãos pelo batismo, às vezes, estão perto de nós na família, no trabalho, na comunidade. Os caídos do caminho são os mais diversos, até nós mesmos”, enaltece o bispo Dom Jacinto Inácio Flach.

“A Quaresma um tempo especial para preparar mais a festa da nossa paixão, morte, e ressurreição do Senhor. Isto é feito de várias maneiras: pela oração, penitência, Jejum, sacramento da confissão, participar das celebrações da comunidade. Isso tudo, deve nos conduzir aos nossos irmãos irmãs mais sofridos e que nos esperam. Talvez eu seja o último a passar na vida dessa pessoa, que já está sem esperança”, acrescenta.

“Minha presença de amor fraterno, que sabe ouvir, um olhar acolhedor, um gesto de carinho, sem condenar e julgar. Este é o remédio que tantos esperam de nós para curar suas feridas. Páscoa quer dizer passagem da morte para a vida. Vamos todos nos unir com Cristo e sermos o bom samaritano-missionário. Isso com certeza fará diferença. Assim, a Páscoa será a festa da vitória do bem sobre o mal, da solidariedade sobre a indiferença, do amor sobre o ódio e ressentimento. Aí, as sepulturas das sombras da morte se abrirão para a Vida Luz que é o próprio Cristo Jesus”, pontua.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias