Canal Içara

Canal Içara

27 de setembro de 2021 - 20:06
Cotidiano » Santuário Sagrado Coração de Jesus
Santuário do Sagrado Coração de Jesus receberá urnas cinerárias a partir de janeiro de 2022
10/06/2021 às 15:10 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
Uma nova igreja será erguida no Santuário do Sagrado Coração de Jesus, em Içara. A construção de aproximadamente 3 mil metros quadrados - em três pavimentos - será dedicada a Ressurreição para preservar a memória de até 24 mil pessoas. Conforme o reitor, padre Antônio Vander da Silva, o projeto respeitará a tradição cristã, que, "desde os primórdios, recomenda que os corpos sejam sepultados em um cemitério ou em um lugar sagrado”. O lançamento do projeto com previsão de conclusão em até três anos ocorreu com apresentação à imprensa nesta quinta-feira, dia 10. Mas já a partir de janeiro de 2022 serão recebidas urnas em um espaço temporário.

A obra - avaliada inicialmente em R$ 10 milhões - será custeada pela comercialização dos lóculos, com capacidade para até quatro urnas em cada um deles, sem possibilidade de substituição. Os valores, entretanto, ainda não estão definidos. "Variará conforme a localização", ressalta o padre. Além do valor de venda, também será definida uma taxa de manutenção e limpeza. "O objetivo é dar um destino correto às cinzas, mas também de celebrações e de memória durante todo o ano", acrescenta o coordenador da Comissão Administrativa Financeira, Agilmar Viana.

"A Igreja orienta que é preciso a vontade explícita da pessoa para a cremação. E isso não implica em negar a imortalidade da alma e a ressurreição dos corpos. As cinzas devem ser conservadas em local sagrado, um cemitério ou uma igreja dedicada a esse fim", complementa o reitor. Apesar de aceitar a cremação, a Igreja Católica não consente a divisão das cinzas entre núcleos familiares, nem a transformação em jóias ou dispersão na terra, na água ou no ar. "Observando tudo isso que nasceu a necessidade de realizarmos a Igreja da Ressurreição", completa.


"Será uma igreja em harmonia com a natureza e também com a capela do Senhor Morto. O segundo conceito utilizado para a planta do prédio foi a forma hexagonal, com seis lados, que está presente em toda a vida, inclusive na molécula do carbono, e na forma oval, que simboliza o nascimento", reporta o arquiteto, Maurício Carneiro. A igreja permitirá 6,035 mil lóculos com capacidade para até 24 mil urnas e a realização de cerimônias com quase 300 pessoas sentadas e outras 300 pessoas em pé.

Novos projetos

Além da Igreja da Ressurreição, outros projetos já estão sendo planejados para o complexo religioso instalado na comunidade de Morro Bonito, em Içara. Conforme o arquiteto Maurício Carneiro, uma capela também será edificada para as conciliações e confissões dos fiéis. O espaço funcionará ao lado da loja/café já existente. O santuário também terá a pavimentação de todo o acesso. Além disso, a Igreja da Ressurreição também permitirá dobrar a capacidade com o uso do espaço interno previsto.
+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias