Canal Içara

Canal Içara

11 de novembro de 2019 - 20:56
Cotidiano »
Sexta-feira de celebração ao folclore
22/08/2014 às 09:24 | Especial do Jornal Gazeta
Histórias e lendas, mitos e culturas, cantigas e personagens, histórias e mais histórias. É aguçando a imaginação das pessoas que nesta sexta-feira [22 de agosto] é celebrado em todo o país o Dia Nacional do Folclore. Içara não fica de fora dessas comemorações. Na escola Quintino Rizzieri os estudantes do primeiro ao quinto ano tiveram uma semana inteira voltada ao tema. Em sala de aula, eles trabalharam algumas das lendas mais conhecidas, como do Boto, Saci Pererê e Iara. Usando a criatividade e muito colorido, produziram também cartazes que estão disponíveis nos corredores e nas salas.

“Começamos contando as lendas e mostrando alguns vídeos. Trabalhamos algumas parlendas e trava-línguas. Depois os alunos foram divididos em equipes para pintar alguns personagens conforme as lendas. Foi realizado um painel também”, apresenta a professora Bruna Casagrande, da disciplina de Artes. “Alguns que já tinham conhecimento sobre o folclore até contaram outras lendas que não estavam sendo discutidas em sala de aula”, comenta.

Para o estudante Quemuel Cardoso, de oito anos, a experiência foi inédita. Ele ficou responsável por realizar a pintura do Boto. “Passei a ficar conhecendo aqui na escola a história do Saci-Pererê, Mula sem Cabeça, da Iara e do Boto. Gostei bastante de aprender”, garante. Já Beatriz Pereira Fernandes, de nove anos, ajudou a pintar a Iara. “Gosto mais da Iara e do Saci, porque a Iara é uma sereia e o Saci só tem uma perna. Acho isso legal”, acrescenta.

Nesta sexta-feira, a apresentação de boi de mamão para os alunos será a atração nos períodos da manhã e da tarde. “O boi de mamão geralmente é o que as crianças mais curtem. Essa apresentação aos alunos já estava em nosso planejamento para o trimestre. Além disso, as professoras devem levar as crianças para as ruas e trabalhar os brinquedos cantados, cantando com as crianças várias cantigas de roda, isso também faz parte do folclore. Toda essa atividade faz um resgate de nossa cultura, dos nossos antepassados, e que é importante trazer para a nossa geração, pois é uma riqueza”, informa a coordenador pedagógica Neli Marcos de Souza.

+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas