Canal Içara

 
20 de maio de 2022 - 13:31
#Cotidiano #Economia #Política #Segurança #Esportes +Leitor-repórter +Guia Içara
Cotidiano »
Simone Cândido: E se lhe restasse apenas um único dia...
As suas prioridades seriam as mesmas?
14/05/2022 às 09:32 | Simone Luiz Cândido
E se, em um único dia, você tivesse que resolver todas as suas pendências. Será que iria ver seus pais? Irmãos, amigos, filhos? O tempo é muito curto. Talvez você precisasse mandar alguns recados via redes sociais... assim poderia deixar uma lembrança sua para mais pessoas. Talvez gravasse algum áudio para que se lembrassem da sua voz. Ou quem sabe um vídeo genérico? Mandaria para todos colocando todo seu amor e carinho.

E aquela pessoa que te magoou e você não teve coragem de voltar a conversar? Talvez mandasse um recado, um pedido de reconciliação? Demonstrasse a importância dessa pessoa em sua vida e no seu crescimento.

Nossa! Já é hora de almoçar o tempo correu muito rápido, não deu para fazer muita coisa. Você chega em casa e resolve almoçar com sua família, olha cada um deles nos olhos diz o quanto os ama. Sorri feliz em ter uma família tão especial, enquanto tantos apenas sonham ter.

Ainda faltam algumas pessoas que você precisa dizer o quanto são importantes para você. E agora tens só mais 12 horas para você que nunca mais voltarão. Ainda dá tempo para dizer eu te amo, você é especial para mim, nas horas difíceis você me ajudou, lembrei tanto de você no dia de hoje, entre tantas coisas que poderia dizer.

Talvez você tentasse entrar em contato com o máximo possível de pessoas para que te sintas importante e saibas que serás eternizado em seus corações. Diria vivi com vocês a experiência mais maravilhosa que alguém pode ter, aprendi com cada um de vocês um pouco daquilo que hoje sou. Gratidão por todo aprendizado.

Falta pouco para terminar o único dia que lhe resta e já são 20h. E agora o que fazer? Jantar com alguém especial? Seus pais, irmãos? Alguém que faz muito tempo que não vê? Sentir o amor dos que o rodeiam aproveitar cada segundo desse dia.

São 21h e você está num restaurante jantando com pessoas especiais. Sorri novamente, agradece por estar com eles pede sua comida preferida. Uma noite perfeita regada de maravilhosas conversas sorrisos, boas companhias...

No final desse dia você descobre o quanto perdeu de tempo deixando de dizer que ama as pessoas, que sente falta de um amigo que nunca mais conversou. Que deixou de visitar seus pais por que já estão idosos e sempre falam as mesmas coisas e você já estava cansado de ouvir lamentações. Ah! Quanta saudade se tem de nossos pais que já partiram para o plano espiritual. Sabemos o quanto gostaríamos de ouvir suas histórias novamente. Daríamos tudo para sentir seu abraço caloroso e ouvir sua voz.

O tempo correndo e você para diz para Deus: "Será que consegui cumprir minha missão? Será que fiz tudo o que pude para ser melhor”? Então você percebe que passou a vida inteira dizendo não ter tempo, mas na verdade você não tirava tempo para as pessoas, você não priorizava. Escolhia apenas poucas pessoas para o convívio e nos planos de Deus estavam tantas pessoas maravilhosas as quais você deixou de lado, alegando falta de tempo.

Quanta riqueza de amizades você perdeu, quanto afeto desperdiçado. Quanto tempo perdido com coisas bobas você perdeu. Analisando essa pergunta para Deus você vê muitas coisas a serem mudadas em você mesmo, ser mais paciente, estender a mão ao outro que sofre tantas dores sejam elas físicas ou psíquicas e até espirituais. Quantos sofrem as dores das partidas e o que fazemos? Escrevemos nas redes sociais apenas um sinto muito, meus pêsames? E o depois quando vem o vazio será que tiramos um tempo para dizer algo dar um apoio, dizer amigo mesmo aqui de longe, se precisar estarei aqui para te escutar.

E de repente você acorda um tanto quanto assustado, era apenas um sonho esse seu único dia, você senta a beira da cama, respira fundo e diz para si mesmo: “A partir de hoje irei repensar minhas atitudes, minhas prioridades, meus verdadeiros valores”.

O único dia pode ser qualquer dia desses em que vivemos, não sabemos o dia da nossa partida acordamos não sabemos qual será nosso último então que tal mudar isso? Começando hoje? Fazer a diferença. Refletindo nesse que seria nosso único e último dia, podemos mudar muitas coisas, planejar outras vivências. Dizer o quanto amamos as pessoas próximas de nós e também aquelas que não são próximas, mas estão presentes em nossas vidas.
Simone Luiz Cândido é voluntária na causa adoção de crianças e adolescentes; já participou de três antologias com suas crônicas, além disso, ama escrever reflexões sobre a vida cotidiana, eternidade, amor e convivência.
Participe também com seus comentários

 COBERTURAS ESPECIAIS
últimas notícias

Conheça as marcas que potencializam o crescimento da cidade