Canal Içara

Canal Içara

13 de junho de 2021 - 11:02
Cotidiano »
Simone Cândido: Maria Da Rosa, a Dona Conta, em crônica
15/05/2021 às 08:13 | Simone Luiz Cândido
Maria da Rosa nasceu dia 26 de abril de 1941, filha Euclides Francisco Bernardo da Rosa e Santina de Oliveira da Rosa. Tem como irmãos Luiz, Valdíria, Vanilda, Donato, Valdecir, Silvino, Neusa, Neri e Nadir. Desses ainda vivem Donato, Valdecir Silvino e Nadir.

Quando ela nasceu, o costume da época era enrolar as crianças com uma espécie de faixa. Quando recebeu as primeiras visitas, alguém olhou e disse: "Ela é tão pequenina, parece uma conta de rosário, uma continha”. E desse dia em diante recebeu o apelido carinhoso de Conta, o qual é conhecida até hoje.

A família morava na Comunidade da Terceira Linha, São Rafael. Seu avô se chamava Francisco Rosa, o popular Chico Rosa que trabalhava como carneador de gado na comunidade.

A Família Da Rosa morava vizinha da família Lacerda, todos brincavam juntos eram os amigos mais chegados. Colhiam feijão direto da roça da mãe da Conta descascavam e no fogão a lenha brincavam cozinhando o feijão novinho. Tomavam banho de rio, corriam saiam juntos não havia diferença nem preconceito entre as famílias.

A infância e juventude muito bem vividas, foram muito felizes embora vivessem muitas dificuldades. Trabalhavam na roça, pilavam o arroz, colhiam feijão para o sustento. Faziam o próprio sabão nos tachos sobre tijolos. E o amor? Ah..., Esse não faltava.

Na infância com irmãos e os amigos sempre foi muito comunicativa e carinhosa. Sempre esteve presente e quando os pais precisavam dava atenção. Para os vizinhos e os amigos ela sempre foi uma pessoa prestativa.

Alguns anos depois mudou-se para Içara. Trabalhando muito em Içara em várias casas de famílias sempre foi muito requisitada para trabalhar. Trabalhou lavando casas, fazendo faxina. na roça colhendo feijão, colhendo fumo.

Conta tem quatro filhos Eraldo, Jorge Antônio, Maria Aparecida e Márcia. Nunca casou, criou os filhos com muito amor e muito trabalho. Além dos filhos criou neto, sobrinho e bisneto.

Trabalhou num restaurante em Balneário Rincão e o último serviço dela foi na Prefeitura de Içara até se aposentar. Para ela, a vida em família é a união, o amor aos filhos, netos e bisnetos, sobrinhos que são sua vida.

Nadir da Rosa, tem muito orgulho de ser irmã da Maria (Conta) da Rosa: “Sempre muito prestativa. Se chega alguém com gripe ou tosse ela logo se oferece para fazer um chá.”

Para sua Sobrinha, Marinalda da Rosa Ricardo, a Maria da Rosa (Conta), "é uma Mulher que lutou a vida toda para criar seus filhos sozinha, para ver cada um deles encaminhado na vida.

Avó carinhosa, tia querida, amiga de todos pois, não há pessoa que a conheça e não se torne sua amiga. De caráter extraordinário uma pessoa muito honesta simples e educada nunca deixou ninguém sair de sua casa tem um bom conselho o alento tira da sua boca para servir a quem precisa.”

A Conta é muito religiosa e em uma oportunidade representou Nossa senhora Aparecida em uma missa. Foi um momento de grande emoção para ela. Hoje, com seus 80 anos, espalha amor e afeto por onde passa, contagia com seu sorriso e seus exemplos.

+ Cotidiano
Participe também com seus comentários

últimas notícias