Canal Içara

Canal Içara

23 de agosto de 2019 - 02:16
Economia »
Agricultores reafirmam posição contrária a mineradora
21/09/2007 às 10:58 | João Paulo De Luca Jr | jornalagoraonline.com.br
A Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) protocolada pela Industria Carbonífera Rio Deserto no Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina contra a lei que institui a Área de Proteção Ambiental (APA) da Santa Cruz deve ser julgada na próxima segunda-feira, 24, pela Turma de Recursos.

O advogado Walterney Ângelo Réus, representante dos agricultores do município conversou com a desembargadora Salete Sommariva para que a decisão seja adiada. “O julgamento da Adin seria realizado no Pleno do TJ, onde cabem mais de 600 pessoas. Mas como este permanece em reforma, o julgamento foi transferido para um local que comporta apenas poucas pessoas. Isso fere o princípio da publicidade, já que o assunto, embora no âmbito do direito, é extremamente relevante para os agricultores”, explicou Réus. Ele solicitou ainda, caso necessário, que o julgamento do Pleno seja realizado aqui mesmo em Içara. “Existe fundamento jurídico neste assunto e seria um marco para a Justiça Catarinense”, finalizou.

Para o coordenador do Movimento Pela Vida, formado por agricultores e principal pilar de oposição à instalação da mineradora, Antônio dos Santos Matiola, caiu a justificativa da geração de empregos para aqueles que defendiam a vinda da empresa para Içara. “Nesses últimos anos, em que lutamos pela sobrevivência dos agricultores içarenses, o município gerou muito mais empregos do que aqueles que se alegava serem criados pela mineradora”, destacou. De fato, de acordo com o Ministério do Trabalho, nos últimos cinco anos, foram criados 2.691 novos empregos em Içara. Matiola afirma ainda que não é contra a instalação de industrias na cidade. “Claro que as empresas são muito importantes. Mas uma carbonífera é extremamente poluente. E pretende ser instalada em uma área onde estão diversas nascentes de riachos”, finalizou.

Na última semana, diretores da Associação Comercial e Industrial de Içara (Acii), entre os quais seu presidente, Adalberto Pizzetti, solicitaram ao deputado Manoel Mota (PMDB) que interceda junto ao Governo do Estado para que a área seja transformada em um distrito industrial, menos poluente e com maior potencial de geração de empregos.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas