Canal Içara

 
27 de setembro de 2022 - 14:49
#Cotidiano #Economia #Política #Segurança #Esportes +Leitor-repórter +Guia Içara
Economia »
Andreia Limas: Como a economia vai reagir à injeção de mais de R$ 800 milhões?
Juntas, primeiras etapas de pagamento de auxílio financeiro a caminhoneiros e taxistas somam R$ 872,2 milhões em agosto
17/08/2022 às 08:15 | Andreia Limas - andreia.limas@canalicara.com
Não pretendo discutir o mérito da concessão dos auxílios financeiros a caminhoneiros e taxistas, tendo como justificativa compensar as perdas com a alta dos combustíveis. Mas não podemos ignorar os impactos que uma injeção de recursos nesse nível pode significar à economia.

Juntas, as primeiras etapas de pagamento dos benefícios somam R$ 872,2 milhões em agosto, dinheiro que certamente não será empregado todo no abastecimento dos veículos para o desempenho das atividades profissionais.

Assim como todo dinheiro que chega sem ser esperado (vem de emenda aprovada no mês passado), o primeiro impulso é gastar. E o estímulo ao consumo é justamente o que se quer evitar em um momento como o atual, de luta para baixar a inflação.

Primeira vitória

Após meses de alta nas taxas de juros, a primeira vitória na batalha contra o aumento de preços veio com a deflação de julho, também resultado da limitação de tributos sobre combustíveis e energia elétrica. Será possível também manter a inflação sob controle em agosto com mais dinheiro circulando?

Vale lembrar que o auxílio a caminhoneiros e taxistas acumulou duas parcelas. Em tese, a partir de setembro a injeção mensal de recursos seria menor, com a previsão de se estender até dezembro, num investimento total superior a R$ 7 bilhões.

Por outro lado, além desses auxílios instituídos agora, outros benefícios federais foram mantidos e reajustados para cima. Como a economia vai reagir a isso? Saberemos assim que saírem os primeiros indicadores, como o IPCA de agosto.

Caminhoneiros

O Ministério do Trabalho e Previdência iniciou na última semana o pagamento das duas primeiras parcelas de R$ 1 mil (cada) do Benefício Caminhoneiro-TAC. Vão receber, nesta primeira etapa, 190.861 transportadores de carga, totalizando aproximadamente R$ 381,8 milhões em recursos. Mas a tendência é de aumento no número de beneficiados.

Além de estarem com cadastro ativo no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTR-C), da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em 31 de maio de 2022, os caminhoneiros que recebem nesta primeira etapa tiveram operações de transporte registradas na ANTT em 2022.

Os demais ativos no RNTR-C, mas sem operações registradas neste ano, ainda poderão apresentar a Autodeclaração do Termo de Registro do TAC, para também receber o benefício. O prazo vai até 29 de agosto, com o pagamento da duas primeiras parcelas previsto para 6 de setembro nesse caso.

Taxistas

Para os taxistas, o pagamento das duas primeiras parcelas de R$ 1 mil iniciou nessa terça-feira, dia 16, com 245.213 motoristas de táxi de todo o Brasil aptos a receber o benefício – o volume de recursos soma R$ 490,4 milhões.

Ao todo, foram 300.771 taxistas inscritos por municípios e pelo Distrito Federal até 2 de agosto, fase inicial de cadastros para o primeiro lote de processamento de dados. Içara cumpriu o prazo e informou que nove profissionais estão cadastrados como ativos no município.

Novo prazo

Para as prefeituras que não enviaram as informações, foi aberto um novo prazo, que terminou nessa segunda-feira, dia 15. Se cumprirem os requisitos, os taxistas cadastrados na segunda etapa receberão as parcelas referentes aos meses de julho e agosto no segundo lote de pagamento, previsto para ocorrer no dia 30 de agosto. A data limite para envio dos cadastros é 11 de setembro.

Energia

Começou o período do reajuste tarifário anual das distribuidoras de energia elétrica que atendem a região. Nessa terça-feira, dia 16, a Aneel aprovou os percentuais da Celesc, com efeito médio de 11,32% para os consumidores, sendo 7,66% para os residenciais B1, 8,17% para consumidores cativos de baixa tensão e 16,81% para consumidores cativos de alta tensão. As novas tarifas entrarão em vigor em 22 de agosto.

A revisão tarifária da Cooperaliança deve entrar na pauta da próxima reunião de diretoria, programada para terça-feira, dia 23. Já as novas tarifas da Cermoful devem ser conhecidas em setembro.
Andréia Medeiros Limas é jornalista, com experiência editorial nos jornais da Região Carbonífera, e assessoria de imprensa.
Participe também com seus comentários

 COBERTURAS ESPECIAIS
últimas notícias

Conheça as marcas que potencializam o crescimento da cidade
Coberturas especiais
Regional da Larm 2022 - Série B