Canal Içara

Canal Içara

12 de dezembro de 2019 - 07:18
Economia » Memórias
As lembranças do primeiro presidente
02/09/2010 às 16:23 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Aos 40 anos, Valdomiro Jucoski foi um dos fundadores e tornou-se o primeiro presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Içara. O nome surgiu em assembleia realizada no Salão Paroquial São Donato, em 26 de setembro de 1970. Por um ano, ocupou o cargo provisoriamente, até que, acabou eleito e reeleito. Do total de sete anos de gestão, guarda lembranças e orgulhos das conquistas realizadas. Atualmente, aos 80 anos, mora ainda numa casa no interior do município, junto com a esposa Natázia Raicik, de 71. Foi assim, em meio da agricultura, que conseguiu o sustento dos nove filhos que resultaram em 16 netos e dois bisnetos.

Dentre um gole e outro de café torrado na propriedade, em Espigão, Valdemiro conta que a criação do sindicato foi uma necessidade. Até então, a categoria não tinha representatividade e não possuía recursos para uma estrutura de referência. Criada, o desafio da instituição passou a ser a conquista de associados. Mas, Isto foi rapidamente resolvido. É que a aposentadoria para o trabalhador do campo tornou-se acessível já em 1971. O sindicato então assumiu a responsabilidade de organizar toda a documentação para o ingresso ao Funrural, na época, localizado em Urussanga.

“Fretávamos ônibus para requerer as aposentadorias”, lembra o ex-presidente. Em quase um ano, 264 pessoas tiveram garantido o direito de receber meio salário. Contudo, mulheres não podiam ser aposentadas ainda. Elas conquistaram o mesmo espaço apenas a partir de 24 de julho de 1991. Foi quando instituiu-se a Lei 8213, criada no mesmo ano em que o trabalhador rural passou a sacar o salário integral, já em Içara, e não mais em Urussanga, como de início.

Além da aposentadoria, a movimentação no sindicato era garantida também por causa de outros serviços. Após irregularidades em convênios, a própria instituição passou a servir como unidade de Saúde. Isto ocorreu de 1974 até 1979, com a realização de consultas médicas, odontológicas, curativos e até pequenas cirurgias. Somente os casos mais complexos eram tratados no hospital. Ao chegar na sala alugada na Rua São Donato, no Centro de Içara, após andar por quase 1km, Valdomiro precisava lutar ainda contra as dificuldades financeiras causadas pelos constantes atrasos das verbas estaduais e federais. Eram estes recursos que mantinham o assistencialismo aos içarenses. “A experiência foi grande naquele período que estive presidente”, afirma.

Dentre os projetos que também faz questão de lembrar, está a compra do terreno em que hoje se localiza a instituição. “Tinha vontade e interesse em sempre fazer algo mais”, declara. O espaço atualmente não é o mesmo, pois metade da área acabou vendida para a construção da sede na Rua Altamiro Guimarães. A obra foi iniciada com a diretoria de Quintino Pizetti. E, o aposento definitivo da sala até então alugada foi declarado em 1983.

Ainda segundo Valdomiro, a popularidade que havia adquirido pelo trabalho fez ser alvo constante de partidos políticos para se tornar candidato. Mas, preferiu não misturar siglas partidárias ao serviço sindical. O empenho em ajudar a população era natural. Junto com os diretores dos mandatos que cumpriu, virou exemplo a ser seguido pelos seis presidentes subsequentes nos 40 anos de sindicalismo completados em 2010.

GALERIA DOS PRESIDENTES: Valdomiro Jucoski (1970 até 1977), Quintino Pizzetti (1977 até 1980), Pedro Schecluski (1980 até 1983), Silvino Mazzuchello (1983 até 1989), Gerci Gislon (1989 até 1991), Rizzieri Zefiro Dagostin (1991 até 1997), Jair Antônio D´Estéfani (1997 até 2010).
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas