Canal Içara

Canal Içara

21 de abril de 2019 - 12:37
Economia »
Cabanha Talismã vence julgamento de raças da Agroponte
17/08/2018 às 23:04 | Redação | com a colaboração das assessorias
Talise Freitas [Ápice 360]
A Cabanha Talismã de Içara conseguiu se classificar nas duas principais categorias, macho e fêmea, e foi a grande campeã do 1º Julgamento de Raças da Agroponte nesta sexta-feira, dia 17. “Há sete anos atuamos somente com a raça Brahman. Para participar de um julgamento requer toda uma preparação. Não é apenas do dia do outro. Escolhemos os melhores animais e os preparamos. Tem que ser um animal de ponta para disputar. A genética é fundamental e se requer muitos cuidados”, explica o proprietário Adilor Pedro Viana, o Loli.

Mais de 20 animais vindos de propriedades de Içara, Urussanga, Braço do Norte e Jaguaruna, divididos em gênero, origem e categorias por idade foram comparados em Criciúma. A avaliação minuciosa coube ao zootecnista; mestre em qualidade e produtividade animal, também jurado internacional, Roberto Vilhena Vieira. “Foi uma bela apresentação. No julgamento tive a oportunidade de passar a minha experiência, explicar o porquê das classificações e espero ter contribuído de alguma forma para a pecuária da região”, disse.

Agricultura familiar, motor do agronegócio

Um olhar atento e próximo à gestão da propriedade rural, além da busca de conhecimento técnico por parte do produtor, foram alguns dos recados deixados pelo secretário adjunto da agricultura do Estado, Athos de Almeida Lopes Filho, também nesta sexta-feira. Ele foi palestrante para mais de 100 produtores rurais e lideranças da agricultura regional numa das atividades paralelas da Agroponte, no Auditório da Associação dos Municípios da Região Carbonífera, em Criciúma.

“O frango para abate, seguido pelos suínos, leite, soja e fumo, são as diversidades com maior valor bruto produzido no ano passado no estado”, descreveu o gerente do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri, Reney Dorow. Segundo ele, em muitas dessas variedades a região sul não tem uma produção expressiva, mas se destaca pela qualidade. “Outro potencial, principalmente da Região Carbonífera, está na agroindústria. Ao todo são 86 empreendimentos neste setor”, acrescentou.

“São as pequenas propriedades, com baixa escala de produção, mão de obra e gestão familiar, que ajudam fortemente a tornar Santa Catarina o quinto estado em produção nacional de alimentos”, colocou Athos. “Mais do que apenas conceder crédito e consultoria financeira nas nossas 14 agências, queremos oportunizar o conhecimento ao produtor associado”, finalizou o presidente do Sicredi Sul SC, Aloísio Westrup.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas