Canal Içara


14 de dezembro de 2017 - 02:03
Economia »
Compras exigem atenção
07/12/2009 às 18:16 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
O Natal está próximo. Para o comércio, isto significa aumento nas vendas. Já para o Procon, o acréscimo é de reclamações. Por isso, o órgão municipal de defesa do consumidor emitiu um alerta nesta segunda-feira. Conforme o coordenador da entidade, Giovani Martins da Silva, é preciso que se tenha atenção nos produtos, preços, garantias e também não se esquecer do cupom fiscal. Em caso de dúvida ou irregularidade, a recomendação é que se procure o Procon entre segunda e sexta, das 13h às 18hs, na Rua São Donato, no Centro da cidade.

Acesse:
» Confira o especial do Natal içarense de 2009
» Galeria de imagens do Natal içarense!

Sobre o pagamento, Giovani recomenda que as compras aconteçam à vista. “Mas em caso de compras a prazo, faça um amplo levantamento de preços e juros para evitar gastos desnecessários. Procure sempre saber os juros cobrados em caso de atraso nas parcelas. Nas compras com cartão de crédito esses juros podem chegar até 16% ao mês, além da multa”, indica ele.

Ainda em relação aos pagamentos, o coordenador do Procon alerta para a obrigatoriedade da nota fiscal. E, além disso, também destaca a importância de que o consumidor exija um documento com a garantia do produto. “É um direito seu e um dever do fornecedor”, lembra. “Se não tiver o termo de garantia por escrito, exija que o tempo de garantia esteja expresso na nota fiscal”, completa.

Outra informação considerada de extrema importância é a possibilidade de troca. Isto porque o Código de Defesa do Consumidor garante apenas a substituição de produtos danificados. Isto significa que as lojas não são obrigadas a trocarem, por exemplo, roupas e sapatos que não servirem. Contudo, para manterem os clientes, algumas empresas têm uma política diferenciada, aceitando trocas também em situações deste tipo. Nestes casos, é preciso de uma garantia por escrito.


- CUIDADOS INDICADOS PELO PROCON PARA AS COMPRAS DE FINAL DE ANO:

ENFEITES DE NATAL – Fique atento às embalagens: nome do fabricante, instruções e informações em língua portuguesa, além da tensão em volts. É importante observar que a tomada ou plugue das microlâmpadas devem ser de componentes metálicos. Teste sempre antes de comprar.

PERFUMES E COSMÉTICOS – Na rotulagem, devem constar o número de registro no órgão competente, validade, composição, volume/quantidade, condições de armazenamento, dados sobre o fabricante ou importador. Nunca compre produtos com a embalagem violada.

PRODUTOS TÊXTEIS – Na etiqueta de identificação, o consumidor deve conferir dados do fabricante ou importador, além das observações de lavagem e secagem. Ao comprar roupas ou calçados, certifique-se sobre as trocas.

ELETROELETRÔNICOS – Solicite, no local da compra, uma demonstração de funcionamento. Informações quanto ao gasto de energia são muito importantes. Prefira produtos certificados com o selo de organismos de inspeção. Observe a voltagem do produto (110 ou 220V). Nas promoções de Celulares, especificamente, observe o plano, pois celulares com preço muito baixo possuem plano pós-pago com fidelidade de que varia entre 12 a 24 meses.

BRINQUEDOS - Compre apenas os que têm selo do Inmetro. Considere o gosto, o interesse, a habilidade e a limitação da criança, dando preferência aos mais educativos. Observe a faixa etária para a qual o brinquedo é destinado. Leia atentamente as instruções de uso e recomendações existentes nas embalagens.

CESTA DE NATAL – Verifique a data de validade dos alimentos. Se a encomenda for feita por telefone, informe-se sobre seu conteúdo comparando preços com outros locais. Saiba as formas de pagamento, número de itens, quantidade, qualidade, tipos de produtos, marcas, se estão inclusos artigos não alimentícios e data de entrega.

INTERNET – É importante checar o valor das despesas com frete e taxas adicionais. Ao “navegar” por sites desconhecidos, certifique-se de que os responsáveis pela página e as mercadorias oferecidas sejam confiáveis. O Código de Defesa do Consumidor estabelece que as compras realizadas fora do estabelecimento comercial podem ser canceladas em até 07(sete) dias, contados da assinatura do contrato ou do recebimento do produto ou serviço.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas