Canal Içara

Canal Içara

29 de setembro de 2020 - 17:18
Economia » Jovens Empreendedores
Doces e salgados para tornar o dia melhor
10/11/2016 às 11:00 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
Carlos Eduardo Bonassa Selau sai de casa com 70 itens para vender nas tardes de segunda a sexta-feira. E sempre volta com as caixas vazias para Vila Nova. São cinco opções de sabores de sanduíches. Todos com alternativa de massa integral. Há também 10 tipos de bolos doces, dois de bolos salgados, torta fria e salada de frutas. Além disso, os consumidores podem optar por café com adicionais de chocolate e canela. "Busco sempre desenvolver os sabores que os clientes pedem", ressalta o pequeno empreendedor.

Aos 20 anos, o jovem acumula quatro anos de experiência. Ele começou por necessidade, pois fez curso técnico de Química, mas não podia estagiar devido a idade e a periculosidade do trabalho. Conseguiu emprego então em um restaurante no bairro Jardim América, onde atuava como garçom e vendia cupcakes para sobremesa. Eram 50 unidades por semana. Com dinheiro emprestado pelo avô, comprou um forno industrial. Usou ainda a antiga batedeira da avó, buscou receitas no YouTube e blogs e decidiu investir na atividade.

Até acertar o ponto da receita foram duas semanas de testes. "Já estava ficando cansado", relata. Além da família, Carlos elegeu amigos para serem cobaias, entre eles, Pablo e Camila. "Eles deram dicas na época e contribuíram, por exemplo, para a venda também do café. Me ofereceram apoio e nunca deixaram eu desistir", acrescenta. "Para mim, empreender significa oferecer uma solução prática para a parte mais importante do negócio, que é o cliente. Se eles estiverem satisfeitos, acredito que atingi meu objetivo", sintetiza.


Da venda com bicicleta ao carro próprio

Os primeiros consumidores foram conquistados próximos de casa, na época, com o transporte de bicicleta em Vila Nova. Para expandir as vendas ao Centro era preciso usar ônibus. No retorno adquiria os ingredientes para a produção do dia seguinte. Ao completar 18 anos ganhou então um carro e, consequentemente, mais autonomia para visitar empresas e lojas da cidade. "É preciso buscar novidades. Ser diferente começa já na forma como se trata as pessoas", recomenda para os demais jovens que também desejam empreender.

“Atendo até hoje os clientes de quatro anos atrás. Há locais que visito em dias quase fixos. Algumas pessoas entram em contato antes para fazer reserva pelo telefone (48) 999-480-768 e aviso quando estou saindo. Uso o Whatsapp para apresentar também as opções para eventos”, indica. Os lanches práticos para o dia a dia custam a partir de R$ 4,00. Para festas, podem ser adquiridos em versões menores por R$ 120 a cada centena. “A preferência geralmente é por sabores doces”, afirma.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias