Canal Içara

Canal Içara

28 de setembro de 2021 - 14:22
Economia » Protestos nas estradas 2018
Entidades discutem ações conjuntas para continuidade de serviços essenciais
28/05/2018 às 14:52 | Redação | com a colaboração de Lucas Lemos, da Inoova Comunicação
Lucas Lemos [Inoova Comunicação]
Os serviços essenciais não deverão ser interrompidos em Içara. As viaturas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros continuam sendo abastecidas. Para o transporte coletivo serão mantidos os principais horários. Além disso, a Cooperaliança, Casan, Hospital São Donato e demais instituições com necessidade de plantão contarão com ajuda na escolta de combustível. A força-tarefa foi definida em reunião conjunta nesta segunda-feira, dia 28.

“Os mercados ainda possuem estoque de alimentos. Então não há necessidade de correria. Conforme orientado pelo Procon, os itens em que houver necessidade de racionamento serão previamente indicados com limite de três itens, mas ainda com a previsão de exceção para entidades que atendam a coletividade”, indica o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Içara, Alexandre Fernandes.

Conforme a diretora executiva do Procon de Içara, Karoline Calegari, o órgão fiscalizará os preços praticados para evitar abusos. E uma orientação prévia já será emitida aos postos de combustíveis para que o abastecimento, quando retornar, seja limitado a 20 litros para carros e 10 litros às motos. “Não sabemos ainda quando isto ocorrerá. Entretanto, é uma cautela necessária para que todos possam ser atendidos”, acrescenta.

“A determinação é que as escolas não parem, nem as unidades de saúde. Hoje vamos ter uma reunião entre secretários às 18h para avaliar possíveis medidas. Precisamos manter a normalidade e sabemos que haverá queda na arrecadação municipal”, coloca o prefeito Murialdo Canto Gastaldon (MDB). “Será mais uma semana crítica. Acreditamos acima de tudo na compreensão da população”, completa o presidente da Associação Empresarial de Içara, Ramiro Cardoso.

Conforme o advogado do Sindicato dos Comerciantes Varejistas e Atacadistas de Içara e Região, Lauro Mor, nas empresas em que há falta de insumos ou funcionários, a sugestão é a concessão de folga com desconto no banco de horas ou férias, desde que não inferior a cinco dias e a menos de dois dias de um feriado. As férias coletivas, contudo, ainda precisarão ser comunicadas ao Ministério do Trabalho e as entidades sindicais.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias