Canal Içara

Canal Içara

21 de abril de 2019 - 11:46
Economia » Jovens Empreendedores
Frutas, verduras e legumes fresquinhos
13/05/2014 às 00:05 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A união dos Baschirotto vai além da família construída por Sérgio e Maria do Carmo. Os laços são ampliados também pelo empreendedorismo com fundação da Baschirotto Beneficiamento e Comércio de Frutas em 1989. O casal escolheu o bairro Presidente Vargas pela proximidade dos clientes da região sul de Santa Catarina, estrategicamente, no meio de duas cidades. Após 25 anos, a distribuidora atacadista de frutas, verduras e legumes se prepara agora para a sucessão. Neste processo está o jovem administrador Rafael Baschirotto.



“Meu pai foi o grande empreendedor. A matriz em tubarão já tinha clientes na região de Criciúma. Então a oportunidade de montar uma empresa aqui aliada atitude de vir para cá foi o que definiu tudo”, coloca. O patriarca continua no setor administrativo e financeiro. Já Rafael cuida da área tática e operacional. O planejamento dos Baschirotto é para aumento de 20% no lucro ainda em 2014. Com a estruturação dos processos, a meta é atingir também 50% a mais de faturamento já em 2015. Além disso, dobrar de tamanho nos próximos cinco anos.

"Joguei basquete e, com certeza, me ajudou muito. A rotina é algo repetitivo, que cansa, mas que deve ser sempre feita da melhor forma assim como os exercícios e treinos esportivos. É na base da repetição rotineira que vamos evoluindo. O esporte também me proporcionou aprender a correr riscos calculados. Fazer bem feito o trabalho resulta em oportunidades", sublinha. Além de atleta, Rafael também trabalhou um ano na Intelbras Telecomunicações e dois anos e meio na Embraco Compressores, do Grupo Whirpool (Brastemp, Consul), em Joinville.

“O mercado é enorme, mas em nosso segmento as redes de supermercados optam por um fornecedor único, como se fosse um casamento. Por se tratar de um B2B [Business to Business], há um gerenciamento deste cliente para manter o padrão de qualidade e entrega. O hortifrúti já corresponde a quase 15% do faturamento das redes. Dez anos atrás era cerca de 7%”, relata Rafael. Um dos cuidados para garantir a melhor condição possível nas gôndolas e no menor desperdício está no manuseio mínimo. "A fruta é uma vida. Quanto menos machucar ela, mais ela sobrevive", sintetiza.



Para Rafael, alimentação saudável e bem estar fazem parte da indústria que mais vai crescer no século XXI. “Estamos bem no meio dessa onda. Quem estiver preparado, vai se sair melhor”, completa. A Baschirotto pretende continuar navegando com a implantação ainda de produtos selecionados e embalados em tamanho padrão também com selo de qualidade. “Queremos ser referência em Santa Catarina na entrega de produtos alimentícios, qualidade e atendimento”, completa.

A maior dificuldade atualmente é administrar recursos humanos e financeiros. “É preciso se virar nos 30 com o que se tem. Se for para esperar pelas condições ideias para agir, não seria feito nada". Para quem procura espaço, a orientação dele é absorver informações e transformá-las em conhecimento para que virem também práticas. “É preciso escutar os mais velhos, ou seja, buscar aprendizado. Ninguém faz nada sozinho”, garante.
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas