Canal Içara

Canal Içara

20 de setembro de 2021 - 02:16
Economia » Jovens Empreendedores
Frutas, verduras e legumes fresquinhos
13/05/2014 às 00:05 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
A união dos Baschirotto vai além da família construída por Sérgio e Maria do Carmo. Os laços são ampliados também pelo empreendedorismo com fundação da Baschirotto Beneficiamento e Comércio de Frutas em 1989. O casal escolheu o bairro Presidente Vargas pela proximidade dos clientes da região sul de Santa Catarina, estrategicamente, no meio de duas cidades. Após 25 anos, a distribuidora atacadista de frutas, verduras e legumes se prepara agora para a sucessão. Neste processo está o jovem administrador Rafael Baschirotto.



“Meu pai foi o grande empreendedor. A matriz em tubarão já tinha clientes na região de Criciúma. Então a oportunidade de montar uma empresa aqui aliada atitude de vir para cá foi o que definiu tudo”, coloca. O patriarca continua no setor administrativo e financeiro. Já Rafael cuida da área tática e operacional. O planejamento dos Baschirotto é para aumento de 20% no lucro ainda em 2014. Com a estruturação dos processos, a meta é atingir também 50% a mais de faturamento já em 2015. Além disso, dobrar de tamanho nos próximos cinco anos.

"Joguei basquete e, com certeza, me ajudou muito. A rotina é algo repetitivo, que cansa, mas que deve ser sempre feita da melhor forma assim como os exercícios e treinos esportivos. É na base da repetição rotineira que vamos evoluindo. O esporte também me proporcionou aprender a correr riscos calculados. Fazer bem feito o trabalho resulta em oportunidades", sublinha. Além de atleta, Rafael também trabalhou um ano na Intelbras Telecomunicações e dois anos e meio na Embraco Compressores, do Grupo Whirpool (Brastemp, Consul), em Joinville.

“O mercado é enorme, mas em nosso segmento as redes de supermercados optam por um fornecedor único, como se fosse um casamento. Por se tratar de um B2B [Business to Business], há um gerenciamento deste cliente para manter o padrão de qualidade e entrega. O hortifrúti já corresponde a quase 15% do faturamento das redes. Dez anos atrás era cerca de 7%”, relata Rafael. Um dos cuidados para garantir a melhor condição possível nas gôndolas e no menor desperdício está no manuseio mínimo. "A fruta é uma vida. Quanto menos machucar ela, mais ela sobrevive", sintetiza.



Para Rafael, alimentação saudável e bem estar fazem parte da indústria que mais vai crescer no século XXI. “Estamos bem no meio dessa onda. Quem estiver preparado, vai se sair melhor”, completa. A Baschirotto pretende continuar navegando com a implantação ainda de produtos selecionados e embalados em tamanho padrão também com selo de qualidade. “Queremos ser referência em Santa Catarina na entrega de produtos alimentícios, qualidade e atendimento”, completa.

A maior dificuldade atualmente é administrar recursos humanos e financeiros. “É preciso se virar nos 30 com o que se tem. Se for para esperar pelas condições ideias para agir, não seria feito nada". Para quem procura espaço, a orientação dele é absorver informações e transformá-las em conhecimento para que virem também práticas. “É preciso escutar os mais velhos, ou seja, buscar aprendizado. Ninguém faz nada sozinho”, garante.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias