Canal Içara

Canal Içara

23 de julho de 2019 - 23:57
Economia »
Içara mantém saldo positivo na balança comercial no primeiro semestre
08/07/2019 às 10:31 | Redação | com a colaboração de Lucas Lemos, da Inoova Comunicação
O superávit da balança comercial de Içara foi mantido no primeiro semestre de 2019. O resultado acumulado do ano apresenta US$ 10,3 milhões em exportação contra apenas US$ 4,8 milhões em importações computadas na cidade pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. A diferença entre a chegada e saída de mercadorias chega a US$ 10,5 milhões, por ora, 32,16% menor do que no mesmo período de 2018.

“Se há mais dólares entrando do que saindo, temos então maior capacidade de investimento e a possibilidade de mais empregos para a produção. O resultado de Içara representa a variedade econômica da cidade. Essa é uma característica que permite superávits mesmo se um setor não tiver desempenho positivo”, coloca o presidente da Associação Empresarial de Içara, Ramiro Cardoso.

Os principais produtos de exportação de Içara atualmente são de indústrias químicas. O setor corresponde a 55,47% do volume de dólares que entraram na cidade pelo comércio exterior. Em segundo lugar aparecem os materiais de transporte com 24,4% e na terceira posição animais e produtos do reino animal, neste caso, com 8,4%. Quanto ao destino, 85,45% ficaram na América do Sul, 8,03% na América do Norte e 4,3% foram adquiridos pela América Central.

Já na lista da importação, os materiais têxteis lideraram a lista com 57,8% do volume de recursos adquiridos pelas empresas de Içara fora do país. A compra de metais atingiu 16,4% enquanto 13,2% foram em produtos minerais. Os mercados mais buscados para a importação estão dentro da América do Sul com a abrangência de 71,02% das movimentações, seguido da Europa com 21,19% e da Ásia com 7,75%.

Saldo no primeiro semestre
2016 - US$ 15.206.786
2017 - US$ 21.866.226
2018 - US$ 15.513.926
2019 - US$ 10.523.249
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas