Canal Içara

Canal Içara

24 de agosto de 2019 - 23:31
Economia »
Içara tem mais uma agroindústria criada através do SIM
10/07/2007 às 20:30 | icara.sc.gov.br
O Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que incentiva as pequenas iniciativas locais já apresenta resultados positivos. Uma nova indústria de laticínios especializada na fabricação de queijo colonial foi criada na Vila São José, em Içara.

Conforme o Médico Veterinário da Epagri, Marcelo Pedroso, responsável pela orientação técnica as agroindústrias, o SIM vem possibilitando que com um pequeno investimento, em relação aos serviços Estadual e Federal, o empreendedor consiga acessar o mercado formal e abandonar a ilegalidade. O novo produtor de queijo plantava fumo e sempre teve em casa a vaca leiteira. Porém, quando não teve, na produção de fumo, o lucro esperado, conseguiu por meio da venda de queijos, garantir o orçamento.

Com a abertura da empresa ele só poderá fornecer os produtos no município, entretanto, investiu cerca de R$ 25 mil. Este valor corresponde a ¼ do mínimo que teria que investir para a estrutura mais simples do Serviço de Inspeção Estadual, que gira em torno de R$ 100 mil. “Esta diferença ocorre porque o SIM possibilita ao produtor construir a agroindústria familiar e equipá-la de acordo com a sua capacidade de produção”, explica Pedroso. A queijaria tem capacidade para produzir até 300 litros por dia, sendo que a produção mínima viável no Sistema de Inspeção Estadual (SIE) é de aproximadamente mil litros por dia.

Pedroso destaca que mesmo com a estrutura pequena, adequada à capacidade de produção, a qualidade está garantida, pois, independente do tamanho da empresa a fiscalização sanitária tem o mesmo rigor. Içara conta atualmente com três entrepostos de ovo caipira, produzidos na Linha Zilli, Linha Pascoalini e Poço 3 e ainda duas queijarias, uma na Linha Três Ribeirões e a nova, da 3ª Linha - Vila São José, alem dos três entrepostos de fatiamento de frios e carnes, nos mercados do município.

Para o Secretário da Agricultura João Batista Rodrigues, que vê como fundamental este tipo de empreendimento na agricultura, o SIM cria possibilidades ao produtor rural que sempre comercializou seus produtos industrializados, como queijo, embutidos, carne, ovos, mel e pescado, e tiveram que parar pela ação da fiscalização sanitária. “Estão agora tendo a chance, de com investimento compatível com sua produção, voltar a vender seus produtos novamente no mercado”.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas