Canal Içara

Canal Içara

03 de julho de 2020 - 11:15
Economia »
Mais de 65 mil veículos catarinenses terão restituição do Dpvat
15/01/2020 às 10:03 | Especial de Luciano Nascimento, da Agência Brasil
Lucas Lemos [Canal Içara]
Já está disponível o site para que os proprietários de veículos requisitarem a restituição de valores pagos a mais do seguro Dpvat 2020. De acordo com a seguradora Líder, mais de 1,9 milhão de veículos em todo o Brasil estão aptos a receber o pagamento da restituição. Somente em Santa Catarina, são mais de 65 amil. O prazo para pedir o valor pago a mais é até o final do exercício de 2020 em restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br.

A restituição foi anunciada na semana passada pela seguradora, responsável pela gestão do seguro, após o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, ter acolhido pedido do governo para extinguir sua própria liminar, reduzindo os valores do seguro obrigatório Dpvat. O pedido para receber os valores pagos a mais deve ser feito acessando o site do seguro. A restituição da diferença dos valores será feita diretamente na conta corrente ou conta poupança do proprietário do veículo.

Para fazer a solicitação, os proprietários de veículos deverão informar o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) ou CNPJ (Cadastro de Pessoas Jurídicas) do proprietário; Renavam do veículo; valor pago; data em que o pagamento a mais foi realizado; dados bancários (banco, agência e conta corrente ou conta poupança do proprietário); e-mail de contato e telefone de contato. "Após o cadastro, a restituição será processada em até dois dias úteis, dependendo apenas da compensação bancária para a sua finalização", informa a seguradora.

O site receberá somente os pedidos de restituição da diferença de valores pagos referente ao Seguro Dpvat 2020. No caso de o proprietário ter pago o seguro de 2020 duas ou mais vezes, o pedido deverá ser feito acessando outra página. Já os proprietários de frotas de veículos devem enviar e-mail para: restituicao.dpvat@seguradoralider.com.br.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias