Canal Içara

Canal Içara

21 de janeiro de 2019 - 07:40
Economia »
“O hábito da leitura mudou minha vida”
01/06/2015 às 21:39 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Lucas Lemos [Canal Içara]
Filho de empresários, Caio Carneiro começou a empreender aos 13 anos com objetivo de conquistar o primeiro R$ 1 milhão. Conseguiu isso 12 anos depois, segundo ele, baseado em princípios que levou para a própria vida como a positividade. Mas alerta: "Não há uma fórmula definida". O histórico de sucesso do paulista foi apresentado pelo núcleo jovem da Associação Empresarial de Içara com o auditório da Cooperaliança lotado nesta segunda-feira, dia 1.

"Uma das coisas mais injustas é ter que escolher uma profissão aos 18 anos que será para toda a vida. Eu não sabia o que eu queria ser. O hábito da leitura mudou a minha vida. Quando eu descobri que o meu tesão era repassar conhecimento, passei a fazer com muita intensidade. Foi como um ovo que havia quebrado a casca. Acho que falta isso nas pessoas. Elas precisam saber qual é o seu sonho", coloca. No caso do jovem paulista, um dos próximos desafios já está traçado. Será lançar um livro, até os 30 anos, em 2017.

"Qualquer pessoa pode liderar algo. Mas não pode liderar tudo. Ser líder ou liderado é uma decisão. Líderes natos são apenas 2% da população. O restante é moldado", ressalta. Conforme Caio, um dos obstáculos na formação de líderes ainda é o medo de falarem em público devido a possibilidade de rejeição. "É o maior medo do ser humano. O segundo é a morte", acrescenta. Outro problema é a incapacidade de digerir insucessos. "Muitos desistem e não percebem que a chance de quebrarem de novo será menor", conclui.

Para a presidente do núcleo jovem de Içara, Janine Richetti, é motivador ver um jovem tão inspirado e numa busca incessante pelo conhecimento. “Ele encontrou o caminho e o equilíbrio da sua vida, nos fez pensar quais são nossos sonhos, objetivos e o que estamos fazendo para chegar lá. Além de ser uma inspiração, este evento também é de grande importância devido a arrecadação de alimentos como ingresso. Tudo será doado ao Movimento de Irmãos de Içara para o auxílio de famílias carentes”, coloca.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas