Canal Içara

Canal Içara

15 de outubro de 2019 - 03:18
Economia » TransGas
Presidente da TransGas virá em setembro
20/08/2014 às 09:00 | Especial de Andréia Limas, do Jornal da Manhã
Um passo decisivo para a implantação da TransGas deve ser dado no próximo mês, quando o presidente da empresa, Adam Victor, retornará a Santa Catarina. “Ele estará aqui para avançar as negociações de compra da reserva de carvão”, explica o vice-governador, Eduardo Moreira. Ele reafirma que a implantação ocorrerá no Sul do Estado, embora o representante da multinacional no Brasil, Alexandre Fernandes, tenha sinalizado na semana passada com a possibilidade de instalação no Rio Grande do Sul.

“Há quatro ou cinco anos, o então governador Luiz Henrique da Silveira foi aos Estados Unidos e se reuniu com o grupo de empreendedores americanos para apresentar Santa Catarina aos investidores. Ele ‘vendeu’ o Estado pelo desenvolvimento e a qualidade de vida. Os empresários mostraram interesse em investir aqui, sobretudo pela reserva de carvão, que é utilizado para a fabricação de fertilizantes. A partir daí, começou o processo para a vinda da TransGas”, conta Moreira.

Desde então, algumas etapas já foram cumpridas, em reuniões no próprio Estado (uma delas com a participação da presidente Dilma Rousseff), em Brasília e até nos Estados Unidos. Áreas foram prospectadas e Victor visitou tanto Criciúma quanto Içara para avaliar as reservas do mineral disponíveis.

“Quando esteve Içara, o prefeito Murialdo (Gastaldon) apresentou alguns impeditivos, mas o Adam Victor foi resolvendo um a um e sinalizou com investimento de US$ 50 milhões no município, para obras sociais e de infraestrutura. A cidade foi escolhida para receber o empreendimento por uma questão técnica: a reserva de mais fácil acesso está em Içara. Não podemos colocar dificuldades para um investimento desse porte”, destaca o vice-governador. O aporte inicial projetado pela multinacional para a implantação da planta é de US$ 2,7 bilhões.

O vereador Osmar Manoel dos Santos (PP) apresentou à Câmara de Içara o requerimento para uma reunião com o representante da TransGas no Brasil, Alexandre Fernandes, para detalhar aos legisladores a implantação da carboquímica. A proposição foi votada e aprovada na sessão de segunda-feira.

“Os vereadores são favoráveis à vinda da empresa para o município e, se não nos movimentarmos, vamos acabar perdendo esse investimento. A instalação da TransGas trará crescimento e será uma alavanca para o desenvolvimento da região Sul, porque outras empresas virão com ela e as já existentes servirão de fornecedoras”, considera o progressista. “Haverá mais arrecadação e, consequentemente, mais recursos para investir em saúde e em educação”, completa o presidente do Legislativo, Laudo Calegari (PMDB).

Já o vereador Israel Rabelo (PT) mostra-se mais cauteloso sobre o assunto. “Sabemos muito pouco sobre o funcionamento de uma usina de gaseificação de carvão. O prefeito vai reunir uma comitiva para ir à Europa verificar os procedimentos e as garantias ambientais e aos Estados Unidos, onde há uma nova forma de extração de carvão. Assim teremos respostas que hoje ainda não temos”, considera o petista.

A possível implantação da TransGas em Içara também pautou um encontro do Movimento Içarense pela Vida (MIV) na segunda-feira. “Não somos contra a instalação da empresa. O problema é a extração do carvão, que nos faz perder a água que temos. Hoje, a mineração causa uma perda de quatro milhões de litros por dia e, com esse empreendimento, serão dez vezes mais. A água é um patrimônio de todos os seres vivos e ninguém tem procuração para negociá-la”, defende Renato Brígido, integrante do MIV.

+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas