Canal Içara

Canal Içara

20 de novembro de 2019 - 00:43
Economia » Emancipação do Rincão
Rincão: Mais imóveis e menos inadimplentes
23/10/2012 às 10:33 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Em Içara são 16,2 mil imóveis. Já no Rincão, há 22,05% a mais, ou seja, um total de 19,8 mil. A ocupação das duas cidades reflete o cenário fechado em 2011. Este levantamento faz parte dos dados que fomentam atualmente a comissão de transição criada devido a emancipação do balneário. A estimativa de receita para o novo município é de pelo R$ 3,091 milhões por ano com o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

No entanto, em 2011 a inadimplência foi de 38,59%. Isto significa que a receita confirmada com o IPTU ficou em R$ 1,85 milhão. O índice é inferior ao registrado em Içara. Um dos motivos é que o valor de referência no litoral é menor. O município-sede recebeu R$ 1,88 milhão entre R$ 3,3 milhões aguardados. Isto significa 43,11% de inadimplentes.

Além do IPTU, o Rincão já tem outras estimativas de receita. Dos R$ 2,5 milhões recebidos por Içara com Impostos Sobre Serviço (ISS) no último ano, R$ 70 mil foram originados na futura cidade. Já o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis do balneário (ITBI) foi de R$ 844 mil entre os R$ 1,9 milhão arrecadado no ano.

Presidente da comissão de transição e também subprefeito, Júlio Neis Cruz estima ainda o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. A captação do IPVA varia conforma os emplacamentos na cidade. Em 2011 Içara recebeu R$ 3,8 milhões. Mas deste número ainda não é possível saber a participação do Rincão. "A receita será conhecida a partir do próximo ano. Com base em cidades de mesmo tamanho, consideramos que o IPVA será de quase R$ 300 mil", explica. "Estamos no aguardo da liberação para que os emplacamentos possam iniciar ainda em 2012", pontua.
+ Economia
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas