Canal Içara

Canal Içara

27 de maio de 2019 - 22:32
Esportes »
Torcida sofre censura em protesto no estádio Heriberto Hülse
10/03/2019 às 19:30 | Erik Borges - erik.borges@canalicara.com
O Criciúma foi derrotado por 1x0, com gol de Augusto, neste domingo, dia 10, diante da Chapecoense. Em pleno estádio Heriberto Hülse, com a bola rolando, a torcida do Criciúma foi censurada pelo Criciúma Esporte Clube durante protesto realizado em razão da má fase do clube, que pede o afastamento de Jaime Dal Farra da presidência do clube e cobra melhores resultados dos jogadores.

Enquanto torcedores em todo o estádio gritavam palavras de ordem, o sistema de som do estádio Heriberto Hülse reproduziu o hino do clube no intuito de impedir que as manifestações fossem ouvidas. Esse fato deplorável é inédito na história do Criciúma Esporte Clube e extremamente raro na história do futebol mundial. De acordo com o funcionário do Criciúma que operava o sistema de som, Renato Teixeira (em comunicado nas redes sociais), a ordem para que fosse reproduzido o hino em caso de protesto partiu da diretoria do clube. Ainda em comunicado no Facebook, Renato afirma se sentir revoltado pela ordem recebida e pediu desligamento das funções de operador de áudio do clube.

A diretoria do Criciúma não sabe lidar com críticas. A atitude arbitrária cometida pelo clube, com ordem que partiu do alto escalão do Criciúma só mostra a total falta de capacidade do atual presidente Jaime Dal Farra em permanecer no comando geral do clube. É preciso que ele dê lugar a alguém que realmente entenda de gestão no mundo do futebol e que saiba gerir um clube de maneira organizada, competente e democrática. Saber ouvir o clamor da torcida é fundamental em qualquer gestão no futebol.

É preciso parar de colocar a culpa em técnicos e entender que a culpa é única e exclusivamente de quem tem o comando total do clube. Os atletas não são bons jogadores a ponto de fazerem uma boa campanha na Série B do Campeonato Brasileiro de 2019. O elenco é fraco tecnicamente, não há a presença nem ao menos de um centroavante eficiente. Da forma como está, o Criciúma está fadado ao fracasso no ano de 2019.

O jogo
O Criciúma praticamente não finalizou em gol. Não teve agressividade ofensiva e não oportunizou chances claras de gol. O time criciumense basicamente ficou tocando bola lateralmente. O time se aproximava da área adversária, porém não conseguia abrir espaço para finalizar em gol. A Chapecoense soube absorver às investidas do Criciúma e fez gol em contra-ataque.

Mais uma vez o Tigre peca pela falta de objetividade em campo e sai com a derrota no placar. Decepcionou mais uma vez milhares de torcedores que saíram de casa neste domingo chuvoso para prestigiar um time sem força ofensiva e fraco tecnicamente.
*Erik Borges Vieira é jornalista e torcedor do Criciúma Esporte Clube
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas