Canal Içara

Canal Içara

17 de outubro de 2019 - 02:20
Esportes » Memórias
Zorro, o personagem içarense do Tigre
19/01/2007 às 05:38 | Lucas Lemos - lucas.lemos@canalicara.com
Ele não usa em seu trabalho uma espada, mas utiliza como instrumento uma tesoura. Seu meio de locomoção não é um cavalo, mas cada vez que aperta a buzina de seu carro Gol chaleira 92, relincha como se o próprio Silver estivesse dentro do capô. Este é o cabeleireiro Cláudio João Florentino, de 46 anos, que desde a década de 80, é conhecido popularmente como Zorro.

O apelido foi dado a mais de 20 anos, quando residia e trabalhava em um banco de Criciúma. Após deixar a barba crescer, durante as férias, Cláudio decidiu corta-la e deixar somente o bigode. Foi quando as férias terminaram que o apelido foi inventado. Um amigo “corneteiro” e que gostava de nomear as pessoas com outros substantivos, ao vê-lo o comparou com o personagem Zorro, na frente dos clientes do banco. Assim, quando a clientela do banco precisava dos serviços de Florentino, logo pediam pra falar com o Zorro.

Cláudio é natural de Araranguá e adotou o apelido Zorro como nome e seu símbolo pessoal. Há dez anos ele mora em Içara, e trabalha como cabeleireiro no centro da cidade. Vestido com a roupa, capa e chapéu preto, Zorro, ganhou repercussão fora de Içara quando, em 2005, foi assistir a partida que definia o Criciúma Esporte Clube como campeão estadual, em Ibirama.

Uma rádio da região passou a utilizá-lo como mascote do time, e assim conseguiu coloca-lo dentro do campo, do Estádio Heriberto Hülse, em dia de partidas. Como companheiro, Zorro, adotou o moleque Bruno da Silva Rodrigues, de 5 anos, que antes da permissão para entrar no campo, o acompanhava as partidas nas arquibancadas vestido de Super-Homem ou Batman, lhe deu uma miniatura de sua fantasia, o apelidou de Zorrinho e o convidou para animar a torcida junto com ele. Antes de cada partida do Criciúma E.C., em casa, os personagens que já são quase mascotes do time, distribuem balas em volta olímpica pelo estádio.

Questionado sobre a sua relação com a diretoria, e os jogadores do Tigre, Zorro revela que conversa normalmente com o Presidente do time, Moacir Fernandes, e os jogadores da equipe tricolor. A paixão pelo Criciúma, vem desde quando o time trocou o antigo nome Comerciário, pelo nome da cidade. Ao ser perguntado sobre qual a expectativa que ele tem para Tigre neste ano, ele diz otimista, é claro, que espera “que esse ano sejamos campeões do catarinense, para poder disputar, em 2008, a copa do Brasil”.

Zorro além de mascote, cabeleireiro, técnico de futebol, é ainda procurado pelos amigos, que disputam uma foto sua, para mandarem para a revista de esportes Placar. Em dezembro, o editorial do veículo esportivo, foi dedicado aos personagens do time tricolor. Zorro, além de citado no texto, é convocado a dizer para a redação da revista onde é a sua “caverna”, seu paradeiro. Ele já treinou os times içarenses Barra-Velha, Caiçara, Jardim Silvana, Liri, Santos, Atlético Içarense e este já tem contrato firmado com o Esplanada.
+ Esportes
Participe também com seus comentários

últimas notícias
notícias mais lidas